Luiz Hota: o ex-dentista que reinventou a liberdade financeira

Luiz Hota: o ex-dentista que reinventou a liberdade financeira
Luiz Hota.

Com disciplina e dedicação, é possível viver de renda passiva com tranquilidade.

Uma carreira de sucesso como dentista, dezenas de clínicas odontológicas e um faturamento de tirar o fôlego. Assim era a vida de Luiz Hota, filho de tradicional família da colônia japonesa do Norte do Paraná, que saiu de Maringá para cursar Odontologia e empreender em Curitiba.
Porém, algo lhe incomodava. Inquieto e insatisfeito, Luiz se tornou um estudioso aplicado do mercado financeiro e se lançou em uma nova aventura ao decidir criar uma comunidade em que as pessoas, assim como ele, transformassem suas vidas através de uma nova relação com o dinheiro. A ideia era simples e ousada: conquistar liberdade financeira e geográfica. E com isso abrir espaço para novas possibilidades e sonhos.
Para Luiz Hota, a liberdade pode ter diferentes sentidos, mas sempre tem a autonomia financeira como base. Seu ideal de liberdade tem o rosto de uma vida nômade, para morar onde quiser, sem endereço fixo. Acompanhado da esposa e do filho de cinco anos, passou a explorar o mundo, sem nunca ficar mais de um mês no mesmo lugar.
Nessa jornada, Luiz encontrou companheiros de destino: pessoas que, como ele, estavam em busca de uma vida diferente, estudando ativos financeiros, as oportunidades em mercados financeiros internacionais e as estratégias para ganhar dinheiro com menos riscos. Juntos, formaram  a TradeStars, uma comunidade nascida da insatisfação e do desejo de mudar, que ensina pessoas comuns a ganharem dinheiro usando o trade como ferramenta. O objetivo é mostrar que, com disciplina e dedicação, é possível viver de renda passiva com tranquilidade.

Coca-Cola e uma moeda de R$ 1

Há alguns anos, num pequeno e modesto edifício em Curitiba, houve um encontro entre aproximadamente quinze pessoas. Na sala apertada, apenas um notebook, uma lata de Coca-Cola e uma moeda de R$ 1. Mal sabiam eles que aquele simples encontro daria origem a um negócio que hoje reúne mais de 100 mil alunos em 38 países e promove eventos para plateias lotadas. As pessoas vão em busca de seu ponto de virada e de quebra se inspiram nas jornadas de nomes midiáticos como Oscar Schmidt, Marcio Kumruian, Rick Chester, Roberto Shinyashiki, Leandro Hassum, Fernando Fernandes e Caito Maia.
O desafio da TradeStars nasceu ousado: transformar a visão das pessoas, formando uma tribo de pessoas sonhadoras, corajosas, motivadas e obstinadas pelo autodesenvolvimento. Para isso, Luiz Hota vem subindo em palcos em palestras-show no Brasil e no exterior, compartilhando histórias que comprovam que podemos ir mais longe conquistando a liberdade geográfica e financeira por meio de conhecimento colocado em prática.
A combinação vem dando certo. Fora da mídia até hoje e discreto nas redes sociais, Luiz vai conquistando fãs e seguidores ao redor do mundo. No Japão, é reconhecido nas ruas e dá autógrafos por onde passa. Ele entende que as pessoas estão gostando de saber que qualquer um, mesmo com pequeno capital, pode ser um investidor bem-sucedido.

O escritório é o mundo

A falta de traders no mercado fez com que Luiz e os sócios transformassem a TradeStars em uma plataforma educacional para formar seus próprios profissionais. Apenas alguns anos depois, a TradeStars se tornou a maior comunidade de traders da América Latina com mais de 100 mil alunos em 38 países e mais de quatro mil horas de conteúdo na plataforma.
Motivados pela liberdade financeira e de um escritório sem limites geográficos, os membros da comunidade TradeStars – que também se reconhecem como uma tribo – aprendem a usar as operações de trade como ferramenta para alcançar objetivos. Ao ingressar nessa jornada, cada membro faz um único investimento, que lhe garante acesso a lições práticas e aprendizados financeiros, nas 22 horas de lives diárias, eventos online e presencial e a plataforma de conteúdo.
Assim, a comunidade TradeStars tece uma rede de apoio, conhecimento e crescimento mútuo, conectando pessoas na busca por um futuro mais próspero e livre para todos os seus membros.
Na tradestars os integrantes da tribo encontram mais de 22 horas de live por dia com conteúdos relevantes para seu desenvolvimento pessoal, financeiro e mental, tudo para atender alunos nos quatro cantos do planeta. Durante as lives a tribo interage e tira suas dúvidas com os instrutores. A  programação é dinâmica e, além dos conteúdos e análises macroeconômicas , traz surpresas como prêmios  e entretenimento. As lives têm uma pausa semanal de sexta às 17 horas até domingo às 20 horas

Novos horizontes

Em junho, Luiz Hota lança o livro “7+1 Passos para conquistar o que mais sonhou”, pela Editora Gente, com o propósito de inspirar  pessoas a buscarem a tão sonhada liberdade financeira e geográfica. Com 192 páginas, o livro estará nas principais livrarias e aeroportos do país.
Assumidamente um entusiasta da auto-ajuda, o autor propõe um mergulho profundo na arte das conquistas pessoais.
Em seguida, ele será distribuído em todos os continentes, dentro do plano de expansão da comunidade, que cresce principalmente entre os falantes de língua portuguesa. Ainda em junho deve haver um pré-lançamento no Brasil e no Japão.
O livro é mais do que um simples manual, explica Luiz. É uma provocação à mudança, um chamado à reflexão sobre os próprios desejos, barreiras e limitações.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 49 anos na área de jornalismo, sendo 47 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *