Em seis paradas, navios de cruzeiros trouxeram mais de 8,2 mil turistas ao Paraná

Em seis paradas, navios de cruzeiros trouxeram mais de 8,2 mil turistas ao Paraná

A média é de mais de 1,3 mil passageiros por dia no Porto de Paranaguá

O ano de 2023 se encerra com números positivos para o turismo do Litoral do Paraná. A parceria do Governo do Estado com os navios de cruzeiros da MSC garantiram movimentação de mais de 8,2 mil passageiros e tripulantes na região em seis paradas do navio no Porto de Paranaguá, uma média de 1,3 mil pessoas por atracação.

São os chamados passageiros em trânsito, que estão no roteiro de sete dias dentro do navio e desembarcam para conhecer os atrativos turísticos locais. O navio faz paradas em Paranaguá, Itajaí (SC), Buenos Aires e Montevidéu.  Nesta sexta-feira (29) foram registrados turistas da Macedônia, Chile, Argentina, República Dominicana, Uruguai. Um grupo de 16 pessoas da República Dominicana realizou o embarque em Paranaguá, dando início à jornada de sete dias a bordo do navio Lírica.

No Paraná, o embarque é desembarque, inéditos no Estado, são realizados todas as sexta-feira, até o dia 08 de março de 2024. O secretário do Turismo do Paraná, Márcio Nunes, afirma que os números superaram as expectativas de movimentação. “Isso só é possível quando o Governo do Estado acredita no potencial do turismo”, diz o secretário. “O turismo é uma grande fonte de geração de emprego. Com a estruturação da Secretaria de Estado do Turismo, identificamos a abertura de mais de 1,6 mil empresas ligadas ao setor, em cinco anos, e mais de 7 mil empregos gerados”, disse Nunes.

Nesta sexta-feira (29), ele acompanhou o desembarque de passageiros e tripulantes em Paranaguá e o trabalho dos profissionais da Pasta junto aos veranistas e turistas nas praias do Litoral. “Quem está dando um show é o turista, que entendeu essa celeridade do Governo do Estado e está aproveitando a nossa nova infraestrutura, como a nova Orla de Matinhos”, afirmou o secretário.

Navios

Desde o dia 01 de dezembro, o navio Lirica fez cinco paradas em Paranaguá, nas sextas-feiras, e o navio Música fez uma parada no dia 23 de dezembro, este sem embarque e desembarque.

Os passageiros e tripulantes em trânsito são recepcionados na praça central de Paranaguá com opções de aquisições de pacotes turísticos ofertados por empresas dos sete municípios do Litoral. Tem passeios para três diferentes praias: Ilha do Mel (40 minutos de barco), Praia de Matinhos e Praia de Leste.

Também tem visitas a centros históricos de Paranaguá, Antonina, Morretes e passeio pelo de trem Caiçara (Morretes-Antonina), realizado pela única Maria Fumaça em funcionamento no Paraná.

Além disso, em Paranaguá é possível conhecer o Aquário Marinho, o Museu de Arqueologia, o Mercado Central e vários outros edifícios históricos, além do comércio. A projeção da prefeitura é de que a vinda dos navios de cruzeiros ao Estado gere mais de mil empregos diretos e indiretos e mais de R$25 milhões sejam injetados na economia da região.

“A projeção econômica se torna ainda mais interessante ao Estado, pois temos também moedas de outros países, necessitando do serviço de câmbio. Isso é colocar o nome do Paraná como destino turístico país afora”, destaca Márcio Nunes.

Crédito da foto: Alessandro Vieira

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *