Rappi abre inscrições de curso de formação básica em tecnologia gratuito para entregadores em parceria com a SPTech

Rappi abre inscrições de curso de formação básica em tecnologia gratuito para entregadores em parceria com a SPTech

O Rappi acredita na educação como um impulsor de transformação na sociedade. Pensando nisso, o Rappi e a São Paulo Tech School (SP Tech) fizeram uma parceria exclusiva que vai oferecer 90 vagas em um curso gratuito, o Rappi Tech, que visa preparar entregadores e seus familiares para dar o primeiro passo em direção à formação profissional e o ingresso no ensino superior.
A iniciativa faz parte da missão do Rappi, de impulsionar o desenvolvimento social, econômico e ambiental na América Latina. As inscrições para o curso gratuito de formação básica em tecnologia podem ser realizadas até o dia 2 de fevereiro de 2024, por meio da plataforma Rappi Entregador (acesse aqui o formulário de inscrição e o regulamento completo do edital). Podem se inscrever tanto os entregadores parceiros Rappi ou Box Delivery, quanto familiares com 1º grau de parentesco (filhos, irmãos ou cônjuges). Como pré-requisito, é necessário ter 16 anos ou mais e Ensino Médio completo.
“Os entregadores sempre estiveram no centro do meu trabalho, e essa parceria é um reflexo do nosso comprometimento com eles. Rappi Tech é uma excelente oportunidade para que os entregadores parceiros e seus familiares tenham o preparo ideal para o mercado de tecnologia e o ingresso no ensino superior. A educação é capaz de transformar vidas e, por isso, apostamos na criação deste programa em parceria com a SPTech”, destaca Felipe Criniti, CEO do Rappi Brasil.
“Acreditamos na Educação como força transformadora de vidas. Estudar na SPTech é viver uma revolução educacional que abre portas e cria pontes com o mercado de trabalho. Nossa parceria com o Rappi nasce porque acreditamos que a Educação gera oportunidades de crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional”, reforça Rafael Petry, Diretor de Marketing da SPTech.
Serão disponibilizadas ao todo 90 vagas, divididas em duas turmas de 45 alunos cada. Após o período de inscrição, serão pré-selecionados 300 candidatos para a fase seguinte do programa, que prevê a realização de uma prova avaliativa no dia 17 de fevereiro de 2024. Os aprovados serão notificados em 23 de fevereiro e deverão realizar a matrícula do curso gratuito entre os dias 27 e 29 de fevereiro. As aulas presenciais das duas turmas terão início em março, na cidade de São Paulo (SP).
COMO É O CURSO DO RAPPI TECH?

 

O Rappi Tech é um curso de formação básica em tecnologia e preparatório para ingresso no Ensino Superior que possui 9 módulos de formação por semestre, sendo 32 horas para cada módulo. Ao todo, serão 256 horas de aulas, com as seguintes disciplinas: “Introdução a sistemas operacionais”, “Microinformática”, “Controle de qualidade”, “Introdução a TI”, “Técnicas de atendimento”, “Atendimento a chamados e incidentes”, “Pacote Office” e “Matemática”.
Ambas as turmas terão aulas em dois dias da semana (terça e sábado ou quinta e sábado), nos períodos diurno e/ou vespertino. O curso gratuito do programa conta com avaliações mensais de desempenho e frequência mínima de 70% para aprovação e obtenção de certificado de formação. As aulas presenciais na SPTech ocorrerão entre março e novembro de 2024, com período de férias em julho.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *