17 fabricantes de produtos odontológicos representarão o Brasil na AEEDC

17 fabricantes de produtos odontológicos representarão o Brasil na AEEDC

A indústria odontológica brasileira ganha cada vez mais reconhecimento no mercado internacional. Essa realidade é percebida por meio da participação das marcas nacionais em feiras estrangeiras voltadas ao segmento, sendo uma das principais a AEEDC, que em 2024 será realizada entre 6 e 8 de fevereiro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. 

Com 4.800 expositores, o evento recebe representantes de 150 países em busca de novos negócios internacionais. Para aproveitar o network, o Brazilian Health Devices (BHD), projeto setorial da Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos (ABIMO) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), estará pela 18ª vez no evento com um pavilhão brasileiro composto por 17 empresas. 

Em 2023, participaram da feira 15 fabricantes brasileiras de produtos para odontologia, que fecharam US$ 2,28 milhões em negócios durante os três dias de evento, e encerraram a participação com a expectativa de gerar mais US$ 6,65 milhões ao longo dos 12 meses seguintes à AEEDC. 

“A feira é considerada a maior do segmento na região do Oriente Médio, mercado que tem aceitado cada vez mais a produção brasileira”, comenta Larissa Gomes, gerente de Projetos e Marketing Internacional da ABIMO. 

De fato, de 2022 para 2023, o Brasil ampliou em mais de 42% a exportação de dispositivos médicos para a região. No mesmo período, as empresas participantes do BHD também cresceram suas exportações entre os países do Oriente Médio de forma significativa. A odontologia, inclusive, é a terceira vertical com mais exportações de saúde, tendo vendido, para o mercado internacional como um todo, US$ 121,7 milhões em produtos durante o ano de 2023. 

Sérgio Escobar, gerente de Negócios Internacionais da Evoden, segue para Dubai focado em diversificar a carteira de clientes da companhia. Segundo ele, a marca, que já exporta para a América Latina, tem uma estratégia bem consolidada para o evento. 

“Nossa expectativa está alta devido à grande demanda da região por produtos odontológicos constantes em nosso portfólio. Assim, nosso foco está em avaliar a melhor forma de entrar nesses mercados, tendo em vista que a maneira mais comum de compra é por meio de licitações governamentais, onde os players atuam como agentes entre os órgãos competentes e nós, empresas exportadoras”, explica. O executivo diz que a marca também busca distribuidores locais para revender diretamente ao público final. 

Países como Turquia, Emirados Árabes Unidos e Israel se destacam como os três principais destinos das exportações brasileiras de dispositivos médicos na região do Oriente Médio. Na sequência surgem Líbano, Arábia Saudita e Iraque. Na área de odontologia, implantes, instrumentos, preparações para higiene bucal, produtos para obturação dentária e dentes artificiais de acrílico são os produtos mais exportados pelas marcas brasileiras. 

A feira também surge como uma excelente plataforma de relacionamento, permitindo às marcas brasileiras otimizar seus contatos com distribuidores globais. “A Angelus participa da AEEDC há dez anos. Viajaremos para Dubai buscando acertar todos os negócios com os clientes do Oriente Médio, visto que a feira proporciona a possibilidade de encontrarmos nossos distribuidores locais”, comenta Sidarta Cypriano, diretor de Negócios Internacionais da Angelus, empresa já internacionalizada com forte presença no mercado externo. 

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *