Mercado de franquias cresce 13,8% e supera R$ 240 bilhões em 2023

Mercado de franquias cresce 13,8% e supera R$ 240 bilhões em 2023
A maior rede de franquias é a Cacau Show com 4.216 pontos de venda. 

Destaque ficou com os segmentos de Alimentação-Food Service, Saúde Beleza e Bem-Estar

O ano de 2023 foi excelente para quem optou em investir no franchising no Brasil. É o que mostrou o relatório divulgado na tarde dessa quinta-feira (09/02) pela Associação Brasileira de Franchising durante a Pesquisa de desempenho do setor de franchising.

O setor arrecadou R$ 240,6 bilhões, com crescimento final de 13,8%, comparado a 2022. O número de operações encerrou o ano com 195.862 unidades, um aumento de 7,8%. Enquanto o número de redes saltou 7,6%, encerrando 2023 com 3.311 redes de franquias.

Entre os segmentos que mais cresceram, o destaque ficou por conta da Alimentação – Food Service com 46.939 operações, um aumento de 17,9% comparado com o ano passado. O segmento foi impulsionado pelo delivery que esteve em alta; retomada presencial; alta do ticket-médio; novos modelos e formatos focados em conveniência e tecnologia com foco em aumento de produtividade.

Logo atrás vêm Saúde, Beleza e Bem-Estar com 55.647 unidades (17,5%), puxado pelas mudanças dos hábitos do consumidor; maturidade das marcas e seus franqueados subsegmentados; cuidados pessoais, óticas, odontologia, farmácias e estética. Enquanto que Hotelaria e Turismo ocupa o terceiro lugar com 11.510 unidades (16,4%).

O setor segue em desenvolvimento com saldo bastante positivo entre abertura e fechamento de operações. Ainda segundo a pesquisa da ABF, o aumento de novas operações alcançou 17,3%, enquanto 5,9% das unidades fecharam suas portas, e 4,3% tiveram repasse de franquias.

Outro ponto importante é que mais de 1,7 milhão de brasileiros estão empregados dentro desse mercado de franchising, o que mostra como o setor se tornou uma indústria intensiva em mão de obra.

O que esperar de 2024

A Associação Brasileira de Franchising projeta para 2024 um crescimento de 10% no faturamento; 5,5% em unidades; 5% em redes e de 5,5% no número de empregados diretos do setor.

Maiores franquias do Brasil

A ABF também aproveitou para divulgar o ranking das 50 maiores redes de franquias por unidades no Brasil com investimento acima de R$ 135 mil. A rede Cacau Show apareceu na liderança com 4.216 pontos instalados e crescimento de 10,7% em relação ao ano anterior. Logo em seguida vem O Boticário e McDonald ‘s, que foram segundo e terceiro colocados, respectivamente, em 2023.

A novidade ficou por conta da divulgação das 20 maiores microfranquias por número de unidades. A Market4u conquistou o 1º lugar com 2.100 unidades.

No balanço de 2023, os 11 segmentos classificados pela Associação Brasileira de Franchising apresentaram crescimento em relação ao ano anterior.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 49 anos na área de jornalismo, sendo 47 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *