Romanha Alimentos investe R$ 3,8 milhões em energia fotovoltaica para fábrica em Pinhais

Romanha Alimentos investe R$ 3,8 milhões em energia fotovoltaica para fábrica em Pinhais

Empresa visa fomentar o consumo consciente e combater ao desperdício de energia

Romanha Alimentos, indústria paranaense especializada em massas frescas e snacks, assume a vanguarda da sustentabilidade e eficiência energética com um investimento significativo de mais de R$ 3,8 milhões. Aprovado pelo programa de eficiência energética da Copel, regulado pela Aneel, o projeto contempla a instalação de uma usina fotovoltaica, sistema de baterias e armazenamento de energia em sua fábrica localizada em Pinhais.

Com previsão de gerar aproximadamente 705 MWH/ano de energia limpa e sustentável, a Romanha destaca-se pelo comprometimento em adotar práticas inovadoras e sustentáveis, visando minimizar os impactos ambientais. Nos últimos dois anos, a empresa experimentou um aumento significativo em sua produção e uma notável redução no consumo de energia elétrica.

A expectativa é que em breve, toda a energia utilizada no processo produtivo seja 100% proveniente de fontes solares, resultando em uma expressiva diminuição nas emissões de gás carbônico. Fernando Bauer Neto, supervisor do Programa de Eficiência Energética da Copel, destaca a inovação do projeto que inclui a instalação de aproximadamente 1000 painéis fotovoltaicos e um sistema de armazenamento de energia por meio de baterias.

O CEO da Romanha, César Kulpa, enfatiza a contínua conexão com a Copel e ressalta as medidas adotadas para otimizar a eficiência. “Com tudo isso, ainda mantemos nossa conexão com a Copel. Aumentamos nosso fator de demanda para 540 KVA, garantindo nossa operação. Trocamos todas as lâmpadas fluorescentes por LEDs, mais eficientes tanto no consumo quanto na iluminação”, afirma Kulpa.

Com essas inovações, a Romanha não apenas está moldando seu próprio futuro, mas também contribuindo para o avanço da energia fotovoltaica. O projeto promove o consumo consciente e combate ao desperdício de energia elétrica em diversos setores da economia. Prevendo uma economia substancial entre 70% e 80% nos custos com energia elétrica, conforme enfatizado por Enan Ornaghi, diretor técnico da ABR Energias, a empresa reafirma seu compromisso com a inovação sustentável e a preservação do meio ambiente. Este é um passo significativo para um modelo empresarial mais sustentável e uma pegada de carbono reduzida.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 49 anos na área de jornalismo, sendo 47 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *