Bauducco segue inovando para fortalecer sua conexão com os consumidores na Páscoa

Bauducco segue inovando para fortalecer sua conexão com os consumidores na Páscoa

Movimento de “contemporanização”  se traduz em embalagens ainda mais bonitas

Muitas famílias brasileiras adquiriram o hábito de comer a colomba na Páscoa. Após décadas produzindo esse produto no Brasil, a qualidade que tanto encantou os consumidores continua sendo uma das principais características das Bauducco® Colombas.

Graças ao processo exclusivo de fermentação natural da marca, a massa fica leve, macia e ainda mais saborosa. Isso porque, assim como o Bauducco® Panettone e Bauducco Chocottone®, a Bauducco® Colomba e a Bauducco Chocolomba® são feitas com a mesma Massa Madre, uma receita exclusiva da família Bauducco® trazida da Itália e que vem acompanhando as gerações desde 1952. Outros diferenciais que dão um sabor ainda mais irresistível à receita são a crosta de açúcar, o granulado por cima e a cobertura de chocolate.

Em 1979, a Bauducco® aproveitou o aprendizado e a sua expertise na introdução dos famosos panettones no Brasil para trazer um produto que ainda era desconhecido no país: a colomba. Mais tarde, as Bauducco® Colombas se tornaram sinônimo de categoria no Brasil e item tradicional da Páscoa.

Em 1991, a marca deu mais um salto de inovação e lançou de forma pioneira a colomba com gotas de chocolate, estratégia assertiva do negócio que contribuiu para complementar o seu portfólio e alcançar novos perfis de consumidores, além de reforçar a indulgência com o principal ingrediente da data; o chocolate. 

A inovação continua

Hoje, a empresa produz aproximadamente 10 milhões de unidades para a Páscoa. “Mantemos a qualidade, tradição e a mesma Massa Madre há décadas, mas sempre com um olhar para o futuro e para a inovação como meio de fortalecimento da nossa conexão com os consumidores brasileiros. Neste ano, por exemplo, lançamos o novo formato de Mini Bauducco® Colomba e Mini Bauducco Chocolomba® em pacote para fortalecer o consumo on the go. Também acompanhamos o movimento de indulgência do mercado e oferecemos ao consumidor o Mini Bauducco Chocolomba® M&M´s®, sucesso de campanhas anteriores”, revela Luis Fernando Iannini, diretor de Marketing da Bauducco®.

A marca está passando por um movimento de “contemporanização” para estar mais próxima das famílias brasileiras e ampliar sua relevância cultural sem perder a essência. Esse momento se traduz em sua nova identidade visual que começou em outubro de 2023, ganhou ainda mais destaque durante o Natal e se conclui nesta Páscoa. A estratégia de rebranding evoluiu para as embalagens, que estão mais elegantes, reforçando os códigos visuais da marca para um portfólio ainda mais coeso e para os pontos de venda de maneira inovadora.

A experiência do consumidor também faz parte desse movimento da marca que acredita que a Páscoa é uma oportunidade para encontros. Quando eles acontecem, sempre tem Bauducco®. Para promover esses momentos especiais em 2024, a edição de Páscoa da promoção Bauducco® Todo Dia traz o portfolio da sazonalidade para enriquecer a jornada do consumidor no ponto de venda todos os dias do ano.

Páscoa 2024

Em 2024, a marca reforça o consumo em diversas categorias para além das colombas. O portfólio de Páscoa conta com 10 itens, sendo sete Bauducco® Colombas e Bauducco Chocolombas® e para quem faz questão de muito chocolate, a Bauducco® tem três opções: o Bauducco® Pão de Mel, o Bauducco® Choco Biscuit presenteável e Bauducco Chocottone® Bites.

Os produtos servem tanto para o consumo no dia a dia como para presentear pessoas queridas. Com preços democráticos, o consumidor encontra diferentes opções que vão de R$ 6,99 a R$ 29,99 para alcançar os mais diversos perfis de consumidores.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *