You are here
Home > Sem categoria > Fraudes envolvendo consumidores superam R$ 5 bilhões em 2010

Fraudes envolvendo consumidores superam R$ 5 bilhões em 2010

O total de tentativas de fraudes envolvendo consumidores atingiu, até outubro de 2010, o montante de R$ 5,8 bilhões. በo que apontou o novo Indicador Serasa Experian de Risco de Fraudes – Consumidor, índice que passa a ser divulgado mensalmente a partir deste mês. O novo indicador vai prestar uma importante e inédita contribuição para o mundo dos negócios. Permite que possamos acompanhar a curva da ameaça aos negócios, sensibilizando empresas para a adoção de medidas preventivas mais eficazes. ဠproporção em que o índice subir, as empresas terão a informação de que as tentativas de fraudes estão mais ativas e devem, assim, intensificar seus processos de segurança. A estatística vai colaborar para inibir essa modalidade de crime, pois a conscientização é o primeiro passo para mudar uma realidade”, afirma Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian.

O novo indicador da Serasa Experian é resultado do cruzamento de três conjuntos de informações das bases de dados da Serasa Experian: 1)  total de consultas de CPFs efetuadas mensalmente na Serasa Experian; 2) estimativa do risco de fraude, obtida através da aplicação dos modelos probabilísticos de detecção de fraudes desenvolvidos pela Serasa Experian, baseados em dados brasileiros e tecnologia Experian global já consolidada em outros países; 3) valor médio das fraudes efetivamente ocorridas, registradas nas bases de inconsistências e de fraudes da Serasa Experian.

O Indicador Serasa Experian de Risco de Fraudes – Consumidor é constituído pela multiplicação da quantidade de CPFs consultados (item 1) pela probabilidade de fraude (item 2) e pelo valor médio das fraudes envolvendo pessoas físicas (item 3). A Serasa Experian tem expertise para realizar o indicador, respaldada pelos cerca de 4 milhões de negócios que apoia diariamente, oferecendo, a empresas de todos os portes  e de todos os segmentos, informações para a tomada de decisões. Auxilia 400 mil organizações no gerenciamento de risco de crédito, prevenção a fraude, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização do processo de tomada de decisão”, afirma o presidente da empresa.

O tipo de fraude mais comum atualmente no Brasil e no mundo é o relacionado ao roubo de identidade, também conhecido como fraude de subscrição. A fraude de subscrição ocorre quando um suposto cliente” obtém crédito com identificação falsa ou informação fraudulenta obtida do cliente real”, e não tem nenhuma intenção de pagar pelo bem ou serviço adquirido, ou seja, tenta passar a responsabilidade do pagamento ao verdadeiro dono das informações, e o empresário acaba arcando com o prejuízo.

O novo indicador aponta que durante o ano de 2010, o mês que bateu o recorde em tentativas de fraudes envolvendo consumidores foi maio, atingindo R$ 662,5 milhões. Isto pode ser explicado pela ocorrência do Dia das Máes neste mês, dado que esta data comemorativa é a segunda mais forte do ano para o varejo, perdendo apenas para o Natal. Assim, com maior volume de consultas, o universo potencial para a ocorrência de fraudes envolvendo consumidores é mais elevado.

Para o presidente da Serasa Experian, Ricardo Loureiro, a indústria de fraudes está cada vez mais globalizada. Há evidências de que muitas quadrilhas atuam em á¢mbito internacional, compartilhando praticas, e se destacam pela inteliência e criatividade.”

Muitos consumidores brasileiros ainda não têm a cultura para se proteger das fraudes e falta conhecimento em relação á s suas consequências. A ausência de cuidados em relação á s suas informações pessoais e de documentos, a exemplo do que acontece nas redes sociais, na internet, entre outras, intensifica ainda mais o problema”, afirma o presidente.  

As fraudes no crédito são as preferidas tanto nos golpes contra empresas quanto contra consumidores, pois trazem resultado imediato em termos de liquidez. Para uma empresa se prevenir de golpes, tanto de consumidores como de empresas clientes, deve  confirmar dados cadastrais e avaliar as informações comportamentais.
በmuito comum que as empresas, em seu cotidiano, confundam a fraude de subscrição, aquela baseada em informações inveídicas, com as perdas decorrentes de inadimplência. Na inadimplência pode-se recuperar o capital, já nas fraudes não há esta possibilidade”, alerta o presidente da Serasa Experian.

Outra caracteística dos golpes contra o consumidor é a utilização, pelos fraudadores, de documentação roubada. Quem teve documentos roubados ou perdidos já comprovou que a dor de cabeça de cabeça de tirar uma nova via não é nada comparada com os transtornos de ser surpreendido por cobranças indevidas e descobrir que outra pessoa está utilizando seus dados para efetuar compras ou fazer negócios.

Para proteger o cidadão e as empresas, a Serasa Experian oferece gratuitamente um serviço 24 horas de cadastramento de informações sobre documentos e cheques roubados, extraviados, cancelados ou sustados. A pessoa que tiver cheques ou documentos roubados ou extraviados pode fazer o registro gratuito desse fato pela internet, de forma prática, no endereço http://www.serasaexperian.com.br/servicos/cadastro/index.htm. Essas informações ficarão disponíveis imediatamente para os mais de 400 mil clientes que consultam a base de dados da Serasa Experian, em todo o Brasil, e podem prevenir o uso indevido dos documentos por terceiros.

Deixe uma resposta

Top