You are here
Home > Sem categoria > Francal sinaliza retorno da confiança do setor de calçados

Francal sinaliza retorno da confiança do setor de calçados

A Francal teve mais de 60 mil visitantes.
Importadores de 60 países visitaram a Francal. 

Mais do que negócios, a 48ª edição da Francal, feira calçadista que reuniu cerca de 500 expositores no Anhembi, em São Paulo/SP, entre os dias 26 e 29 de junho, teve como destaque o retorno da confiança por parte dos empresários do segmento. Para o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, além da mostra ter superado as expectativas de muitos empresários – embora não fossem das melhores, visto o quadro econômico brasileiro -, ela sinalizou o retorno da confiança do setor calçadista brasileiro. Segundo ele, a Francal veio ratificar a mais recente pesquisa da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), que apontou o melhor índice de confiança por parte dos empresários desde novembro de 2014.

“Acredito que, mais importante do que os negócios realizados, que foram bons para boa parte dos expositores, o aspecto mais relevante da feira foi a retomada do clima de confiança”, destacou o executivo, ressaltando a percepção de que o Brasil parece ter chegado ao fim de um ciclo de baixas e que deve retomar o crescimento econômico gradualmente a partir do segundo semestre de 2016.

Com a presença de mais de mil importadores de 60 países, a Francal chamou a atenção pelos negócios realizados no mercado internacional. Com a valorização do dólar sobre o real, embora o fator venha perdendo força, o preço do produto brasileiro ficou mais atrativo para os compradores de fora do País. “A notícia mais positiva que temos é a sinalização do Governo Federal de que a equipe econômica está ciente da importância do equilíbrio entre câmbio e Custo Brasil, ou seja, caso o real valorize será preciso uma compensação com a diminuição do nosso custo de produção através de desoneração tributária e melhorias logísticas”, comentou.

As baixas temperaturas registradas no mês de junho, segundo Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal, alavancou os negócios na feira calçadista. Segundo ele, os expositores superaram as expectativas iniciais tanto no mercado interno como no externo, que ajudado pela valorização do dólar foi um dos grandes destaques dos quatro dias de evento. “Pelo que presenciamos na feira, pela retomada da confiança, tenho convicção de que o segundo semestre será muito melhor do que o primeiro para os calçadistas”, projetou Abdala.

Quando o assunto é mercado internacional, então o otimismo fica ainda mais evidente. Para Abdala, se mesmo com o dólar subvalorizado o Brasil conseguiu manter a exportação de calçados para mais de 150 países, agora com a moeda norte-americana elevada a situação deve melhorar. “Embora tímidas, as exportações de calçados já começaram a dar resposta ao dólar, crescendo quase 2% nos cinco primeiros meses. Acredito que o segundo semestre será ainda melhor, pois somos um país conhecido mundialmente pelas coleções de verão, as que foram comercializadas na feira”, concluiu.

O Gestor de Negócios da Klin, Otávio Facholi, destacou que a Francal foi mais uma feira de perspectivas do que de expectativas, embora admita que o número de negócios realizados no evento foi superior ao projetado inicialmente. “Precisamos parar de esperar e trabalhar. O momento é difícil, mas a Klin sempre fez da crise a oportunidade”, disse. Segundo ele, a empresa recebeu mais compradores do que o esperado, tanto do Brasil quanto do exterior, de onde vieram representantes dos cinco continentes. Depois de comercializar cerca de 11% da produção para o exterior em 2015, a Klin espera aumentar a fatia para 17% em 2016.

A marca de calçados masculinos de alto valor agregado, Toni Salloum, também sai satisfeita da feira paulista. Segundo o gerente de Exportações da empresa, Cícero Castro, foram abertos novos e importantes clientes internacionais ao longo do evento. “Nesta feira, por estar menor do que as edições anteriores, tivemos mais tempo de explicar os detalhes dos nossos produtos para os compradores, o que ajudou nos negócios”, avaliou. Para o segundo semestre, Castro é otimista, especialmente com relação aos negócios internacionais. “Tradicionalmente, a segunda parte do ano é melhor para as exportações do que o primeiro semestre. Países que haviam diminuído a demanda por questões econômicas, como os Emirados Árabes, estão retornando”, ressaltou o gerente, acrescentando que o papel dos embarques é fundamental para a empresa que exporta 70% de sua produção.

As marcas de calçados femininos do grupo Jorge Bischoff – Jorge Bischoff e Loucos&Santos – também saem satisfeitas da feira. Segundo a coordenadora de Marketing da empresa, Liliane Silveira, a expectativa foi superada, tanto no mercado interno como internacional.

A próxima Francal já tem data definida. Será entre os dias 2 e 5 de julho de 2017, desta vez no Expo Center Norte, também em São Paulo/SP.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top