You are here
Home > Sem categoria > Metade dos proprietários de veículos pretende trocar de carro em até 24 meses

Metade dos proprietários de veículos pretende trocar de carro em até 24 meses

Há sinais de melhora na confiança do consumidor.
Há sinais de melhora na confiança do consumidor.

Apesar dos números em queda do setor automotivo, sinais de melhora na confiança do consumidor, alta intenção de compra e uma frota envelhecida esboçam possibilidade de melhora para a indústria. De acordo com dados de Ipsos, 42% dos entrevistados proprietários de veículos com até cinco anos de uso têm a intenção de trocar seu carro nos próximos dois anos.

O percentual de intenção varia entre os que querem comprar no curto e no médio prazo: 60% desejam fazê-lo em no máximo 12 meses e 22% pretendem trocar de veículo nos próximos seis meses. Os dados foram apresentados na manhã desta terça-feira (18) no Congresso Perspectivas 2017, realizado pela Autodata. O evento discutiu as principais questões do mercado automotivo e as perspectivas para o setor.

Além da intenção de compra, em 2016, houve um aumento no mercado de 5,3 milhões de carros com cinco a nove anos de uso, abrindo uma janela de troca que pode beneficiar a indústria. “O ano de 2012 foi o auge da indústria automotiva e os veículos que invadiram o mercado estão ficando envelhecidos – completam agora quatro anos de uso, chegando, portanto, ao momento em que a maioria dos proprietários costuma fazer a substituição. Nem todos os proprietários desses carros irão fazer a troca por automóveis zero Km, mas há uma janela propícia para a troca. Isso sugere um cenário mais promissor para 2017”, avalia Rogério Monteiro, diretor-geral da Ipsos Loyalty no Brasil, responsável por estudos automotivos.

Somado aos fatores de intenção e volume de carros usados nas ruas, há sinais de melhora na confiança do consumidor. De acordo com o INC (Índice Nacional de Confiança), produzido pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) em parceria com a Ipsos, o índice registrou 79 pontos em setembro. O valor ainda está no campo negativo (abaixo dos 100 pontos), mas é distante da mínima de 64 pontos registrados em abril, o menor resultado desde 2005.

“Há correlação direta entre confiança do consumidor, intenção de compra e número de novos licenciamentos de veículos. Vimos que houve alento na confiança do consumidor. Ela precisa continuar em ascensão para haver mudança no cenário automotivo”, enfatiza Monteiro.

Novo zero km

Além do potencial de crescimento por meio da renovação da frota atual circulante, há também um potencial expressivo entre os consumidores que não possuem um veículo – aproximadamente 3 milhões de adultos formam um contingente de “não-motorizados” que pretende adquirir um carro novo nos próximos 12 meses, mostram dados do EGM (Estudo Geral de Meios), da Ipsos. Destes potenciais compradores, 54% estão na classe C, 53% têm entre 18 e 34 anos e 49% são solteiros.

O levantamento do EGM foi realizado com 31.096 entrevistas presenciais com homens e mulheres acima de 18 anos em nove regiões metropolitanas entre julho de 2015 e junho deste ano. As regiões monitoradas foram São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza. A margem de erro é 0,6% para mais ou para menos.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top