You are here
Home > Sem categoria > Preços dos imóveis em Curitiba voltam a ser reajustados acima da inflação e deixam de ser os mais baixos entre as capitais brasileiras

Preços dos imóveis em Curitiba voltam a ser reajustados acima da inflação e deixam de ser os mais baixos entre as capitais brasileiras

O metro quadrado dos imóveis na capital paranaense custa hoje R$ 5.677.

O Índice FipeZap divulgado nesta sexta-feira (3), e que acompanha o preço de venda dos imóveis anunciados em 20 cidades brasileiras, registrou aumento de 0,13% entre janeiro e fevereiro de 2017, acumulando, nos últimos 12 meses, alta de 0,84%. Isso significa que os imóveis colocados à venda, em nível de Brasil, estão sendo corrigidos bem abaixo da inflação.

Se pegarmos os imóveis colocados à venda em Curitiba nos últimos 12 meses, podemos verificar que os reajustes de preços estão acima dos índices inflacionários. Ou seja, enquanto a inflação no período ficou em 4,87%, os imóveis na capital paranaense subiram 5,55%, o segundo percentual mais alto do Brasil, atrás apenas de Belo Horizonte. Também é o contrário do que se verificou entre 2014 e 2015 quando o reajuste dos imóveis ficou 50% abaixo da inflação.

Outro fato que chama atenção foi que Curitiba deixou de ter o preço do metro quadrado mais barato entre as capitais pesquisadas. Em fevereiro, por exemplo, o preço médio de venda dos imóveis anunciados aqui foi de R$ 5.677 o metro quadrado, se igualando a Porto Alegre, que historicamente vinha apresentando valores superiores aos de Curitiba. Quando comparamos os reajustes dos imóveis de Curitiba e Florianópolis, nos últimos 12 meses, verificamos que na bela Floripa o aumento foi quase 50% abaixo do constatado aqui. A alta de preços dos imóveis colocados à venda em Curitiba é justificada pelo estoque, que hoje é o menor dos últimos seis anos. Só para se ter uma ideia, nos últimos seis anos, a média de apartamentos colocados à venda aqui era de 11 mil unidades/mês. Atualmente, a média mensal está em 7 mil.

Neste início de 2017, as capitais brasileiras onde os preços dos imóveis estão mais baratos são Salvador e Goiânia.
Ainda em relação a fevereiro, o valor médio do m2 anunciado das 20 cidades pesquisadas pelo índice FipeZap foi de R$ 7.701. Rio de Janeiro se manteve como referência do metro quadrado mais caro do país com R$ 10.257, seguido por São Paulo com pouco mais de R$ 8.600 e Distrito Federal com quase R$ 8.500 . Já as cidades brasileiras com menor valor médio por metro quadrado foram Contagem (R$ 3.546), Goiânia (R$ 4.111) e Vila Velha (R$ 4.601).

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

One thought on “Preços dos imóveis em Curitiba voltam a ser reajustados acima da inflação e deixam de ser os mais baixos entre as capitais brasileiras

Deixe uma resposta

Top