You are here
Home > Sem categoria > Boomera vai transformar toneladas de resíduos em matéria-prima

Boomera vai transformar toneladas de resíduos em matéria-prima

A startup WiseWaste, que transforma resíduos em matéria-prima usando alta tecnologia e o princípio da engenharia circular, está dando um salto com a aquisição dos negócios de lonas da Bemis, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo. Com esta operação a WiseWaste cresce seis vezes seu tamanho e passa a adotar um novo posicionamento no mercado brasileiro passando a chamar-se Boomera. A Boomera nasce para inovar na reutilização de resíduos complexos em matéria-prima e produtos, além de aproveitar todas as sinergias e complementariedades dos negócios da Bemis com as lonas Carreteiro®, líder do mercado brasileiro. A projeção é que o faturamento da Boomera seja de R$ 100 milhões até 2020.

A maior capacidade de operação desta nova empresa, que passa de 20 colaboradores para 121, tem como objetivo dar escala na transformação de resíduos pouco aproveitáveis em produtos ou matéria-prima que retorna ao ciclo industrial. “Apenas 3% do lixo produzido no Brasil é reciclado. Queremos aproveitar esse imenso potencial desperdiçado, assim fazemos pesquisas utilizando tecnologia de ponta e desenvolvemos soluções para resíduos não convencionais, como as fraldas sujas”, explica Guilherme Brammer, empreendedor da startup WiseWaste e agora CEO da Boomera.

As oportunidades de crescimento desta operação estão fundamentadas no desenvolvimento de soluções, conhecimento e realizações da WiseWaste para diversas empresas como Procter & Gamble, Braskem, PepsiCo e Natura. “Temos patentes de reciclagem de fraldas pós consumo, uma planta para reciclagem de cápsulas de café, um laboratório de P&D em parceria com o Mackenzie e agora um novo negócio que nos proporciona produção em grande escala”.

O Brasil tem um imenso potencial para gerar renda por meio dos resíduos descartados, inclusive envolvendo comunidades e cooperativas que retiram do lixo o seu sustento. Essa sempre foi uma das missões da WiseWaste, que a Boomera abraça como uma de seus pilares.

Segundo o Ipea, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, são desperdiçados mais R$ 8 bilhões em resíduos que vão para aterros e lixões no Brasil. “Trabalhamos com tecnologia e conectamos toda a cadeia produtiva para transformar resíduo em matéria-prima novamente. O lixo vira sucata pelas cooperativas associadas, aplicamos ciência, usamos o design como método e devolvemos um novo produto de alta qualidade para a sociedade”, explica Brammer.

Ciência com consciência, esse é um dos mantras na Boomera. São projetos que geram resultados econômicos, sociais e ambientais. A empresa atua em rede com cooperativas de catadores, estudos laboratoriais, desenvolvimento, design de novos produtos, fabricação e consumo.

 

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top