You are here
Home > Agricultura > Giro Técnico do Trigo na Argentina percorre 1,62mil hectares e espera aumento de 22% em relação à produção da última safra

Giro Técnico do Trigo na Argentina percorre 1,62mil hectares e espera aumento de 22% em relação à produção da última safra

O Giro Técnico do Trigo, realizado pela Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo) percorreu, entre os dias 21 e 23 de novembro, a região de Bahia Blanca, localizada ao sul da província de Buenos Aires, na Argentina, e trouxe boas notícias para o setor. A expectativa, em termos de produtividade, é de que a área percorrida – 3 mil quilômetros, cobrindo uma extensão de 1,62 mil hectares – chegue ao volume de 5,5 milhões de toneladas do cereal, representando um aumento de 22% em relação à produção da última safra agrícola da região de Bahia Blanca, província de Buenos Aires.

Com uma rota estratégica, cerca de 80 representantes de produção, cooperativas, cerealistas, indústria, tradings e fornecedores de insumo receberam informações úteis para o setor agroindustrial ao obter dados de produção dias antes de iniciar a colheita de trigo. A programação saiu de Bahia Blanca e se dividiu em três circuitos paralelos: Mar, Sierra e Pampa, com os destinos de Necochea; Coronel e Suárez Macachín, respectivamente.

Ao final das três rotas propostas foi estimado um rendimento médio de 4.000 kg/ha de trigo, com base na amostragem de mais de 240 lotes. Estes números representam 13% e 9% de aumento em relação ao último Giro realizado na região em 2017. Para Sílvio César de Souza, consultor técnico da Abitrigo, embora esse aumento seja em grande parte devido às boas condições climáticas que acompanharam as lavouras em todo o seu desenvolvimento, vale destacar a gestão tecnológica aplicada pelos produtores da região. “Investir em controle de pragas, insetos, doenças e na fertilização estratégica ajudam a assegurar resultados satisfatórios para toda a cadeia produtiva do cereal”, ressalta.

Os participantes também realizaram visitas monitoradas à Cámara Arbitral de Cereales de Bahia Blanca, entidade privada e parceira da Bolsa de Cereales, que tem como papel principal realizar análises de grãos, sementes e subprodutos de acordo com as normas do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Alimentar (SENASA), além de compreender outras questões, como descontos, diferenças de qualidade e arbitragem de mercadorias.

Ainda de acordo com o consultor da Abitrigo, é importante conhecer pontos para o setor agroindustrial, principalmente na Argentina, país que apresenta produtividades altas e trigo de qualidade. “O Brasil chega a importar em média 5,5 milhões de toneladas de trigo por ano da Argentina. Receber informações tão úteis e precisas do cereal utilizando metodologia tradicional, combinada com as numerosas medições feitas, em nível regional, antes da colheita é essencial para o bom desenvolvimento do setor”, conclui Souza.

Entre os dias 04 e 07 de dezembro a ABITRIGO, em parceria com a Bolsa de Cereales de Mar del Plata e a Federacion de Acopiadores da Argentina, promoverá o último Giro Técnico deste ano partindo de Mar del Plata, cidade no centro-leste da Argentina.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top