You are here
Home > Economia > Portal de Compras Públicas traz R$ 9 bilhões em oportunidades para empresas

Portal de Compras Públicas traz R$ 9 bilhões em oportunidades para empresas

Com restrições orçamentárias severas, os municípios e estados brasileiros precisam fazer valer cada centavo e eliminar o desperdício de verbas. Lançado em julho de 2016, o Portal de Compras Públicas (www.portaldecompraspublicas.com.br) foi desenvolvido para auxiliar nesse objetivo, por meio de uma plataforma gratuita de gestão de processos licitatórios ágil e de fácil uso. Só em 2018, o sistema ajudou a atingir uma economicidade total de R$ 4 bilhões, centralizando oportunidades de negócios para empresas brasileiras.

O Portal é uma GovTech e funciona de maneira análoga ao Comprasnet na esfera federal. No site, empresas públicas, prefeituras, consórcios públicos e empresas do terceiro setor oferecem todas as informações pertinentes à licitação, assim como gerenciam as tomadas de preços e pregões. Também há integração dos dados com os sistemas dos compradores e órgãos de controle, o que facilita a prestação de contas e a transparência na gestão pública.

Portal de Compras Públicas_Tela ProcessosAs empresas vendedoras, por outro lado, conseguem acessar e participar de processos abertos ao redor de todo o país. “A ferramenta auxilia na gestão pública com a possibilidade de gerir as licitações de forma mais eficiente, ao mesmo tempo que desmistifica e facilita a condução de negócios com entidades das esferas municipal e estadual”, explica o CEO Leonardo Ladeira.

Hoje, o Portal de Compras Públicas é utilizado por mais de 320 órgãos de 19 estados brasileiros e mais de 60 mil fornecedores. Uma fatia significativa desse número são prefeituras. De acordo com Ladeira, a startup já é o maior portal independente de licitações do país, e é utilizada pela administração de pequenas cidades com menos de cinco mil habitantes, como São João da Ponta (PA), até capitais como Palmas (TO) e Porto Alegre (RS) – a meta é alcançar 25% dos municípios brasileiros. O principal objetivo por trás da iniciativa, no entanto, é difícil de ser resumido em números: melhorar a administração do orçamento público brasileiro.

Daniel Weber, da Superintendência de Licitações e Contratos da Secretaria Municipal da Fazenda de Porto Alegre, conta que a plataforma trouxe mais agilidade para as licitações da cidade e reduziu o trabalho manual da equipe no controle dos processos. “A principal melhoria em relação às plataformas anteriores que utilizávamos é a flexibilidade e agilidade proporcionadas pela equipe técnica do Portal, que adequaram o sistema para atender demandas dos órgãos controladores internos e externos ao município”, explica.

Bilhões em oportunidades e economia

No ano passado, o Portal de Compras Públicas foi utilizado em 8.174 processos licitatórios que representaram 218.534 itens licitados. A princípio, a soma de todos esses negócios estava orçada em R$ 9,1 bilhões, mas ao fim das tomadas de preço, foram gastos R$ 5,2 bilhões. “Na prática, os órgãos gastaram R$ 4 bilhões a menos do que o esperado, um resultado significado e importante num período em que administrações estaduais e municipais sofrem para fechar a conta”, diz Ladeira.

O Portal de Compras Públicas é capaz de intermediar licitações nas modalidades de Pregão Eletrônico, Presencial, Cotação Eletrônica, Ata de Registro de Preços e Pregão Progressivo. Além disso, a plataforma disponibiliza serviços diferenciados como o banco de preços, catálogo de materiais e serviços (integrados ao Governo Federal), relatórios de economicidade e outras funcionalidades.

Para 2019 a previsão é de crescimento no valor estimado, alcançando a marca de R$ 10 bilhões em licitações.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top