You are here
Home > Trabalho/Emprego > Palavras-chave: o que é e como ajudam a encontrar emprego

Palavras-chave: o que é e como ajudam a encontrar emprego

O mundo está cada vez mais conectado, antigamente, por exemplo, era necessário grandes deslocamentos para afazeres mais simples como pagar um boleto ou transações bancárias. Hoje, chamar motoboy ou solicitar serviços de Prefeitura são tarefas que podemos fazer na palma da mão – e tudo isso pode ser encontrado Internet com as palavras-chave.

No mercado de trabalho não é diferente. Ferramentas como LinkedIn e dispositivos em sites para currículo digital vem ajudando o trabalhador na busca do emprego.

De acordo com a consultora de recrutamento e seleção da RH NOSSA, Eliane Catalano, o currículo digital é muito mais prático do que o de papel justamente pelas palavras-chave:
 

“Quando o candidato tem um currículo, ele cadastra tudo dentro de alguns temas, fazendo com que o currículo não perca a sua validade. O currículo de papel fica apenas com uma pessoa, então qual é o benefício que este candidato vai ter se este currículo ficar apenas em uma mão? Quando o currículo está online, dentro de um sistema ou de uma empresa especialista em recrutamento, o candidato consegue ser visualizado por diversas pessoas e empresas”.

Como usar palavras-chave no seu currículo?

Para Catalano, a abrangência de público que visualiza este currículo é muito maior, porém sem palavras-chave no currículo online, ele pode se perder.

Palavras-chave são termos relacionados com a atividade ou profissão que a pessoa exercia que servem como mecanismo de busca dentro dos sistemas de seleção online. O candidato precisa deixar seu currículo completo, com tudo preenchido, e acrescentar estas palavras no campo chamado “palavras-chave” para facilitar a vida do recrutador. São palavras e expressões que determinam se o candidato vai ser encontrado no universo online:

“Um bom exemplo é o de operador de empilhadeira. Imagine uma empresa que esteja buscando um profissional que tivesse experiência com equipamento elétrico, por exemplo. Se este candidato colocar no currículo online que foi operador de empilhadeira, com data de admissão e demissão, onde trabalhou e que ele trabalhou com empilhadeiras elétricas, bem especificado, quando for feita a busca no sistema o currículo dele vai aparecer. Colocar as palavras-chave no currículo ajuda na busca” exemplifica Catalano.

A inteligência artificial tem estes temas digitais de busca de currículo que propicia que os recrutadores façam um ranqueamento adequado dos candidatos. Os que aparecem nas primeiras posições são aqueles que conseguem ser identificados através das palavras-chave.

São milhares de profissões existentes, portanto vamos dar algumas dicas de palavras-chave para algumas profissões
 

  • Advogado: Criminalista, civil, júri popular, tributário, direito administrativo
  • Tecnologia: TI, tecnologia da informação, segurança da informação, Banco de Dados/DBA, Processamento de Dados, Arquitetura da Informação
  • Secretariado: atendimento, organização, sistema word, capacidade de comunicação, atendimento ao público
  • Segurança Pessoal: vigilância, sistemas de monitoramento, treinamento tático, Carteira Nacional do Vigilante, defesa pessoal
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top