You are here
Home > Tecnologia > Empresas brasileiras buscam soluções digitais para que atendentes trabalhem de casa

Empresas brasileiras buscam soluções digitais para que atendentes trabalhem de casa

Nos últimos cinco dias, mais de 500 pedidos de chat para atendimento remoto foram solicitados para a Hi Platform, plataforma de relacionamento com o consumidor. O objetivo das companhias é buscar as soluções digitais para liberar os agentes de atendimento para o trabalho home office, sem impactar na resolutividade do atendimento ao consumidor.

A tecnologia do chat vai possibilitar que os profissionais atendam de casa pelo servidor da empresa, operando inclusive com a transferência entre operadores e departamentos. Pelo fato da ferramenta ser integrada ao WhatsApp será possível às empresas divulgar o número do app no lugar do telefone.

“É possível aumentar o número de trabalhadores remotos, o que será benéfico para a empresas e call centers, para que os profissionais, na medida do possível, possam trabalhar de casa com segurança, dentro de um sistema controlado. O trabalho a distância é regulamentado no Brasil e o uso dos canais digitais uma prioridade. Isso precisa ser difundido para que colaboradores não continuem dentro das empresas, em ambiente de risco, se há outras alternativas para a operação”, afirma Fábio Miranda, head de vendas da empresa.

O especialista faz recomendações de como empresas podem aumentar a disponibilização de canais digitais de atendimento para absorver as demandas do consumidor neste momento.

• Monte um comitê da empresa responsável pela digitalização da operação, pois uma vez implementado você precisará de gestão, refinamentos, melhorias, treinamentos e profissionais adequados para o sucesso da ação.

• Trace o mapa do consumidor: seus hábitos (online e offline), padrões de consumo, canais que está presente e interage com sua empresa. redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, outros), canais tradicionais (telefone, chat, e-mail) .

• Disponibilize canais digitais de atendimento online para esses serviços mais frequentes e demandados. Vá além dos canais tradicionais (telefone, e-mail, chat), explore as redes sociais, o seu app e os aplicativos de mensagens.

• Reveja dentro da operação como resolver de forma online as demandas mais críticas, que exigem um grau de negociação maior.

• Divulgue proativamente os canais de atendimento com o envio de e-mails, mensagens de texto, redes sociais, informação na URA telefônica ou outras maneiras que achar possível e conveniente para o seu público.

• Automatize! Tenha uma central de relacionamento em seu site onde possa ter uma FAQ Inteligente – perguntas e respostas com sistema de busca inteligente com objetivo de automatizar dúvidas e informações mais básicas que podem facilitar a vida do consumidor.

• Uma dica é a utilização de chatbots plugados em seus canais digitais, Facebook Messenger, chat online, App, WhatsApp, site, blog, entre outros, para atender o consumidor de forma mais rápida e eficaz, não somente nas dúvidas frequentes, mas também para automatizar processos.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top