You are here
Home > Finanças > Gerdau anuncia retomada na produção de aço no Paraná com investimento de R$ 55 milhões

Gerdau anuncia retomada na produção de aço no Paraná com investimento de R$ 55 milhões

A Gerdau, uma das maiores empresas de aço do País, anunciou nesta terça-feira (4), em reunião com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, a retomada da produção do metal na usina localizada no município de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. O investimento será de R$ 55 milhões e as atividades devem recomeçar em agosto.

A empresa havia desativado as operações de produção em 2014. A retomada se dá em um cenário de ascensão da demanda por aço no mercado interno, especialmente nos setores de construção civil, infraestrutura e indústria. A expectativa futura é de atender também o mercado externo.

A planta instalada em Araucária tem capacidade de produção de 420 mil toneladas de aço bruto por ano. A expectativa da empresa é de gerar 300 novos empregos diretos e mais de 6 mil indiretos. Os investimentos serão voltados principalmente à modernização de equipamentos e maquinário.

“É sempre bom receber notícias de investimentos. Mesmo com a pandemia, os investidores continuam apostando no Paraná e na capacidade de trabalho da nossa gente. Batemos recordes seguidos de carteiras assinadas em 2021 e esses investimentos privados ajudarão o Estado a ter um horizonte ainda melhor nos próximos meses”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

“A volta da Gerdau é uma notícia extraordinária. Eles já tinham essa unidade em Araucária, mas ela estava trabalhando apenas com alguns setores. Agora, ela vem para trabalhar na sua plenitude, gerando 300 empregos diretos, com investimento de mais de R$ 50 milhões. Tenho certeza de que isso vai movimentar muito não apenas a economia de Araucária, mas de toda a Região Metropolitana de Curitiba”, celebrou o secretário estadual de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Segundo ele, para cada emprego direto, serão até cinco indiretos de fornecedores. “A notícia é ótima e mostra confiança dos empresários brasileiros no Governo do Paraná”, acrescentou.

Volta gradual

A unidade de Araucária estava hibernada desde 2014 e terá suas atividades retomadas gradualmente, com os volumes ajustados em linha com a evolução do mercado nacional. Durante esses sete anos a fábrica continuou recebendo sucata metálica para processamento e abastecimento de outras unidades da Gerdau no Brasil e também manteve a atividade de corte e dobra, mas a produção de aço estava interrompida.

“Estamos otimistas com as boas perspectivas apresentadas para o mercado doméstico. Com o reinício da produção, a empresa visa seguir atendendo o aumento da demanda por aços longos no Brasil, bem como otimizar o fornecimento de produtos aos clientes em todo o País em associação às capacidades já existentes”, afirmou Marcos Faraco, vice-presidente da Gerdau.

A Gerdau possui oito filiais comerciais no Paraná, que são como grandes lojas de venda e distribuição de produtos de aço. Elas estão localizadas em Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa e Umuarama.

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Em janeiro deste ano, completou 120 anos de história. A companhia está presente em dez países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações.

Foto – Gilson Abreu -AEN
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top