You are here
Home > Sem categoria > Curitiba ganha o seu primeiro prédio verde

Curitiba ganha o seu primeiro prédio verde

De olho na carência dos chamados prédios corporativos, preparados para receber grandes empresas e multinacionais que necessitam de instalações amplas e tecnologia de ponta – Curitiba está recebendo a primeira torre, de seis andares corporativos, do Curitiba Office Park, localizado na Linha Verde, no bairro Prado Velho. Além de contar com os benefícios do programa Curitiba Tecnoparque, o empreendimento se diferencia pelo fato de ser o primeiro projeto paranaense prestes a conquistar a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), que reconhece construções preocupadas em causar menor impacto no meio ambiente, assim como se preocupa em oferecer qualidade para o espaço interno, visando o bem-estar de seus usuários. Em todo o Brasil existem apenas quatro prédios com esta certificação.

Realizado pelas empresas BP Empreendimentos e Top Imóveis, o moderno parque corporativo é dividido em três torres que irão somar 46,5 mil m² de área construída. O investimento bancado por empresários paranaenses é de R$ 60 milhões, sendo que R$ 30 milhões foram destinados á  construção da primeira torre, que começa a ser alugada já na próxima semana.

De acordo com o diretor da Top Imóveis, Eduardo Schulman, para realizar o edifício foram feitos estudos sobre o crescimento de Curitiba, de modo que a localização pudesse garantir o fácil acesso hoje, bem como daqui a 10 anos . Já a interseção da Linha Verde com a Avenida das Torres veio de encontro a esta expectativa. Nada menos do que 5 mil pessoas vão trabalhar no local. Com isso, já se prevê o nascimento de um novo centro comercial no local, com o surgimento de restaurantes e lojas.

O Curitiba Office Park também permite que a ocupação seja feita por empresas de médio porte, que necessitem contratar somente meio pavimento. Outro item fundamental, porém raro de encontrar nos projetos corporativos, consiste numa área específica para carga e descarga, com rampa, plataforma e acesso independente. Outro dado importante sobre esta construção é que 90% dos resíduos gerados durante a obra foram destinados para a reciclagem.
 

Deixe uma resposta

Top