You are here
Home > Sem categoria > Ministro Pedro Brito visita Porto de Itapoá

Ministro Pedro Brito visita Porto de Itapoá

O ministro-chefe da Secretaria Especial de Portos (SEP), Pedro Brito, visita nesta quinta-feira (23), a partir das 11horas, as obras do Porto de Itapoá, em Santa Catarina. A visita será acompanhada por membros do Conselho de Administração e pela diretoria do empreendimento. O Tecon SC é um terminal portuário privativo de uso misto (carga própria e de terceiros) exclusivo para a movimentação de contêineres, em fase de construção em Itapoá. Tem como acionistas a Portinvest Participações (Grupo Battistella e Logística Brasil – Fundo de Investimento e Participações gerido pela BRZ Investimentos) e a Aliança Navegação e Logística (Grupo Hamburg Sá¼d), devendo começar a operar em 2010.

Com investimento total de mais de R$ 450 milhões, o Porto de Itapoá está situado em águas abrigadas da Baia da Babitonga, na divisa de dois importantes estados exportadores – Santa Catarina e Paraná. Na primeira fase, terá capacidade instalada para movimentar mais de 300 mil contêineres/ano, com condições adequadas para operação de navios de grande porte, em face de seu calado natural de 16 metros, e uma ampla área retroportuária com possibilidade de ampliações.

Nesta fase, o Porto de Itapoá terá dois berços de atracação com 630 metros de extensão localizados a 230 metros da costa, ligados ao pátio de contêineres por uma ponte de acesso. Com equipamentos de última geração e tecnologia de ponta, será um terminal portuário de alta produtividade e segurança, reduzindo tempo de carga e descarga e, conseqá¼entemente, custos operacionais para os usuários.

O Tecon SC segue a tendência dos portos mais modernos do mundo, com mínima interferência no meio ambiente, e terá a movimentação de contêineres monitorada em todas as fases da operação. Será equipado com quatro guindastes de carga super post Panamax (Portêineres), 11 guindastes de pátio tipo RTG (Transtêineres), 26 caminhões para a movimentação de contêineres no pátio (Terminal Tractors) e 3 Reach Stackers e contará com as mais avançadas tecnologias do segmento: DGPS (Differencial GPS), RFID (Radio Frequency Identification) e operação de acordo com o ISPS Code (regulamentação internacional de segurança portuária).

Durante a operação, o Porto de Itapoá vai gerar aproximadamente 3.000 empregos diretos e indiretos, com a capacitação e qualificação, especialmente da mão-de-obra local. A escolha de Itapoá para sediar o empreendimento foi motivada pela localização estratégica, na divisa de dois importantes estados do Sul e junto á  Baia da Babitonga, que já tem outras operações portuárias. O Porto de Itapoá está localizado a 80 quilômetros de Joinville, 130 de Curitiba, 270 de Florianópolis e 550 quilômetros de São Paulo.

Deixe uma resposta

Top