You are here
Home > Sem categoria > Natura lucra R$ 119,6 milhões no primeiro trimestre

Natura lucra R$ 119,6 milhões no primeiro trimestre

A receita líquida consolidada da Natura atingiu R$ 1,6 bilhão nos primeiros três meses do ano.
A receita líquida consolidada da Natura atingiu R$ 1,6 bilhão nos primeiros três meses do ano.

A Natura, multinacional brasileira de cosméticos e produtos de higiene pessoal e beleza, registrou lucro líquido de R$ 119,6 milhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 2,1% em relação ao mesmo período de 2014. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) consolidado cresceu 0,8% em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, chegando a R$ 285,9 milhões.

Outro destaque é a geração de caixa livre, que atingiu R$ 46,2 milhões no período. No primeiro trimestre de 2014, foi registrado consumo de caixa de R$ 194,8 milhões. A receita líquida consolidada atingiu R$ 1,6 bilhão no primeiro trimestre de 2015, um avanço de 5,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Nas operações internacionais, que representaram 24,3% da receita total, a Natura registrou crescimento de 39,6% na receita líquida do primeiro trimestre, na comparação anual. Sem contar com a operação da Aesop, o crescimento das operações internacionais foi de 39,2% em reais (27,7% em moedas locais) no primeiro trimestre. A marca australiana de cosméticos adquirida pela Natura em 2013 terminou o trimestre com 104 lojas em 14 países – 22 unidades e 4 países a mais do que um ano antes.

A Natura segue focada em sua prioridade de retomar o crescimento das vendas no país. No primeiro trimestre, a companhia lançou a campanha “Chame Natura, Chame que Vem”, que apresenta novas formas de conectar os consumidores e as consultoras, via mensagens de texto SMS e por meio da Rede Natura. Outro destaque do período é o lançamento da linha Amis, voltada ao público pré-adolescente, segmento em que a Natura ainda não atuava. Também foi implementada uma nova política de crédito individualizado para as consultoras.

Nos próximos meses, a Natura irá apresentar novas ferramentas digitais para impulsionar as vendas das consultoras. Especificamente para os clientes, a empresa também estuda aumentar as opções de meios de pagamento.

Reflexo do compromisso assumido pela Natura de gerar impacto positivo em todas as dimensões de suas atividades, a empresa lançou no primeiro trimestre um novo sistema de verificação e auditoria dos fornecedores que extraem os insumos da biodiversidade utilizados em seu portfólio. Idealizado em parceria com a UEBT (Union for Ethical BioTrade), o sistema tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento dessas cadeias de abastecimento.

No início de 2015, a empresa também inseriu 20% de vidro reciclado pós-consumo nas embalagens de perfumaria de algumas de suas marcas, caso da linha Kaiak, reforçando o comprometimento de desenvolver produtos com menor impacto ambiental durante todo o seu ciclo de vida.

 

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top