You are here
Home > Sem categoria > Um novo cenário para o mercado de trabalho

Um novo cenário para o mercado de trabalho

Luiz Wever: Um novo país está em gestação.

Um novo cenário para o mercado de trabalho vai surgir com a retomada da economia. É o que apontaram Luiz Wever, presidente da Odgers Berndtson, e Gil van Delft, presidente do Page Group Brasil, na Sessão Talentos e Competitividade: Os desafios da liderança no novo mundo, que aconteceu nesta terça-feira (9), na Expogestão. “O Brasil que conhecíamos acabou. Estamos enfrentando um momento diferente. Um novo país está em gestação”, disse Wever. Como legado, a mais grave crise econômica da história impactou na redução dos salários dos cargos executivos e de gerência, no acúmulo de funções e na busca por um novo modelo de gestão financeira

Além dessa transformação e do legado deixado pelo cenário turbulento, um novo comportamento vai ser exigido dos profissionais. Os principais requisitos, na avaliação de Wever, serão: ter uma visão mais holística, dar muita atenção a aspectos relacionados à ética e ter foco na criatividade.

 

Também serão muito importantes a preocupação constante com o aumento da produtividade – no Brasil, ela corresponde a 25% do trabalhador americano, segundo a consultoria McKinsey; e a atenção aos detalhes financeiros. “O mundo digital também veio para ficar”, aponta o executivo da Odgers Berndtson. Ele enfatiza que quem não estiver atualizado deverá enfrentar dificuldades.

Muitas empresas já começam a se preparar para esse novo cenário. A queda nos juros deve vir acompanhada da retomada de consumo. Os primeiros reflexos serão na área de vendas, seguidos pela área de operações e, finalmente, de suporte. Os sinais da retomada da atividade econômica e do crescimento já começam a ser visualizados. Em alguns segmentos como o de saúde e de infraestrutura, isto é mais evidente, segundo Van Delft. Pesquisa feita pela Page Group com mil executivos do Sul do Brasil apontava, em janeiro, que 29% das empresas pretendiam ampliar o quadro funcional.

“Muitas empresas apostavam em controle de custos e remanejavam investimentos”, ressalta o executivo. Em abril, o percentual de interessados em contratar mais gente passou para 35%. Outro trunfo, segundo Gil van Delft, presidente do Page Group Brasil, vai vir da reforma das leis trabalhistas. “Isso vai impulsionar o mercado de trabalho, reduzindo a taxa de desemprego. No primeiro trimestre ela foi de 13,7%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).”

Os principais pontos das mudanças na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que estão em tramitação no Congresso e que devem estimular o emprego, segundo o executivo do Page Group, são a permissão sem restrições da terceirização das atividades-fim e o aumento no prazo de contratação dos temporários. Em sua avaliação, dois impactos devem ser gerados: a redução dos custos e o aumento da produtividade.

Para aproveitar melhor a retomada, as empresas terão de ser mais estratégicas e assertivas na hora das contratações, destaca van Delft. As competências cruciais requeridas dos profissionais, neste momento, são a capacidade de entender o mercado, saber calcular erros e riscos, ter objetivos bem traçados, valorizar o compliance, saber construir times e estar próximo deles e buscar novas tecnologias, aproveitando para gerar diferenciais de mercado.

Crédito da foto – André Kopsch.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top