You are here
Home > Meio Ambiente > Dia do Desafio Ambiental 2017 promove o descarte correto de resíduos em Curitiba

Dia do Desafio Ambiental 2017 promove o descarte correto de resíduos em Curitiba

O “Dia do Desafio Ambiental 2017: descarte correto de resíduos” será realizado pela segunda vez em Curitiba (PR), no dia 28 de outubro, das 8 às 18 horas, no Carrefour Parolin. O objetivo é estimular o descarte correto de resíduos e realizar a coleta de diversos materiais, que podem ser reciclados ou receber a destinação ideal, como entulho, baterias ou medicamentos. O desafio este ano é superar a marca das 17 toneladas que foram arrecadadas durante o evento de 2016.

Serão coletados materiais como eletroeletrônicos, recicláveis, óleo de fritura, entulho, gesso, madeira, medicamentos, pilhas e baterias, pneus, lâmpadas (10 por pessoa) e material têxtil (exceto os equipamentos de proteção individual – EPIs). Alguns números do Dia do Desafio do ano passado impressionam: foram coletados sete mil quilos de aparelhos eletroeletrônicos, 58 quilos de medicamentos químicos, 600 quilos de gesso/drywall, 195 quilos de pilhas e baterias, mil quilos de madeira, três mil quilos de caliça e três mil quilos de pneus.

A iniciativa é realizada por meio da parceria entre o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Sinduscon-PR), Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Sistema FIEP), Instituto Paranaense de Reciclagem (InPAR), Kapersul, Sindicato das Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado do Paraná (Sinqfar), Sindicato das Indústrias do Vestuário de Curitiba e Sudeste do Paraná (SindVest), Sindicato das Indústrias de Papel e Celulose do Paraná (Sinpacel), Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Caliça Ambiental, Usina de Recicláveis Sólidos Paraná (Usipar), Associação de Catadores Corbélia, Supermercado Carrefour Parolin e a Prefeitura de Curitiba.

“O objetivo é coletar a maior quantidade de material que pode ser destinada para reciclagem ou reaproveitamento. Pilhas, por exemplo, muita gente não sabe como descartar, entre outros itens que, muitas vezes, nos incomodam em casa, como aparelhos eletrônicos obsoletos”, explica o engenheiro civil Ivanor Fantin Junior, assessor técnico do Sinduscon-PR. Segundo Fantin, esta é a ação com a maior variedade de produtos coletados do Brasil. O material recolhido passará pelo correto processo de logística reversa, com apoio dos parceiros especializados.

A ação promove também a conscientização, a aprendizagem e o hábito de fazer a destinação correta de resíduos. “Isso é muito importante para aliviar a vida útil de aterros sanitários, evitar a contaminação por lixo tóxico, promover a reciclagem de equipamentos que podem ser reutilizados e ajudar a dar o destino correto ao lixo”, explica Fantin.

O evento é voltado ao público em geral. Qualquer pessoa e, também, empresas podem trazer os resíduos, sem limite de quantidade, como explica Franciele Terán de Freitas, analista técnica do Instituto Senai de Tecnologia em Meio Ambiente e Química. “Para o ano que vem, a previsão é que o Dia do Desafio Ambiental seja realizado em todas as unidades do Sinduscon no estado, além de outros pontos comerciais”, comenta.

Logística Reversa

De acordo com a Lei Federal n.12.305/10 (PNRS), a reciclagem deve ser implementada como uma das ações prioritárias na gestão de resíduos. Além disso, em 2015 passou a vigorar o Acordo Setorial para Implantação do Sistema de Logística Reversa de Embalagens em Geral, que tem como objetivo garantir a destinação final ambientalmente adequada de embalagens em âmbito nacional.

Segundo o Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2016, publicado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), ainda há sobrecarga nos sistemas de destinação final, que recebem aproximadamente 71,34 milhões de toneladas por ano no Brasil, das quais 12,4 milhões de toneladas ainda são depositadas em lixões, que é a pior forma de destinação possível e fonte diária de poluição ambiental, causadora de diversos problemas de saúde.

Em 2016, os municípios da Região Sul geraram 22.581 toneladas/dia de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), dos quais 95% foram coletados. Cerca de 30% do total coletado foi encaminhado para lixões e aterros controlados. Dos 1.191 municípios da região, 1.070 têm iniciativas de coleta seletiva.

Segundo o Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica para Implantação de Logística Reversa, do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM), o Paraná conta com 158 organizações coletivas de Catadores, 90 módulos de coleta e mais de sete mil catadores.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top