You are here
Home > Marketing > 4 tendências para o trade marketing em 2019

4 tendências para o trade marketing em 2019

Em 2019, as tendências de marketing continuarão centradas no consumidor atual, que está cada vez mais conectado e ainda possui as informações que deseja sobre o produto ao toque de uma tela. Diante desta realidade, o cliente já não precisa ir ao PDV para encontrar o que está procurando.

Dessa forma, ele parece se preocupar ainda menos com fatores como a embalagem ou o preço. O shopper prefere ter boas experiências e essas mudanças tendem a fazer com que o autoatendimento conquiste a preferência. É a tecnologia do omnichannel tomando conta dos mercados!

Dessa forma, a inovação necessariamente precisa estar no radar da gestão de trade marketing em 2019. Ela é vantajosa para os objetivos do setor e por isso, é fundamental que você acompanhe essas movimentações de perto.

Neste post, você vai conhecer as principais tendências do setor para 2019 e saber como um app de trade marketing pode ajudar na eficiência das ações. Confira a seguir!

1. Realidade aumentada

A tecnologia auxilia a identificar o que o consumidor procura e, isso, é a base da tendência da realidade aumentada. Com a ajuda de um smartphone, o shopper pode consultar informações detalhadas do produto que deseja adquirir, descobrir novas ofertas, ativar promoções personalizadas, entre outros.

2. Personalização

As pessoas gostam de pensar que estão adquirindo algo único e personalizado para elas. Assim, terão mais sucesso as ações que conseguirem passar essa ideia de exclusividade, que pode ser adaptada para diferentes escalas. Um bom exemplo é quando uma ação de trade marketing permite que o consumidor grave o nome dele no item que está adquirindo.

3. Robôs

Seguindo a tendência de colocar o cliente no centro de todas as ações de trade marketing e oferecer experiências valiosas a ele, é interessante colocar robôs para interagir com o seu público-alvo. No ambiente virtual, isso pode acontecer por meio dos chatbots e também vale investir em robôs físicos no PDV.

Para ações de resultado, é importante configurar de forma adequada o script desses robôs para que eles sejam capazes de atender com eficiência o cliente e trazer o que ele procura. Isso é possível com a análise do histórico de interações do checkout no e-commerce, por exemplo.

4. Ferramenta de trade marketing

Contar com a ajuda de um software de trade marketing é essencial para uma gestão mais eficiente. Com ela, você tem informações precisas do estoque e consumo dos seus produtos pelo público.

Além disso, com a ajuda de um app de trade marketing, sua equipe pode alimentar os dados do estoque no sistema, em tempo real, o que gera diagnósticos adequados. Assim, é possível melhorar a cada dia as ações e trazer ainda mais resultado para a marca.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top