You are here
Home > Logística > Logística 4.0: progredindo com evoluções tecnológicas

Logística 4.0: progredindo com evoluções tecnológicas

Com a Quarta Revolução Industrial — conhecida como Indústria 4.0 — surge também a reestruturação dos processos e atividades logísticas, que acompanham as mudanças requeridas pela transformação digital nos moldes de diferentes mercados. Essa mudança na forma de trabalho de diversificados segmentos trouxe juntamente a chamada Logística 4.0, que proporciona uma cadeia com mais planejamento de serviço e funcionalidade, melhor nivelamento de estoques, diagnósticos preventivos de manutenção de frota e custos menores ao longo dos processos.

Dentro desta filosofia, entre os propósitos almejados pelas corporações, estão: zero estoque, informações disponíveis em tempo real e de fácil acesso, visão integrada da cadeia de suprimentos, tempo de espera reduzido e centros de distribuição inteligentes. Nisto, o cenário objetivado são dados que se cruzam com maior exatidão e assertividade onde o CD logístico das companhias age em sintonia tecnológica, onde a troca e a obtenção de informações são realizadas de forma prática, clara e acessível.

Os sistemas possuem comunicação integrada, com acesso inteligente e gestão dinâmica, feita de forma online e em tempo real, em perfeita harmonia com a funcionalidade de equipamentos tecnológicos de última geração destinados à movimentação, armazenamento e distribuição.

Murilo Marin.

Para Murilo Marin, gestor comercial das marcas Linde e STILL, o desafio das empresas é se atualizar, e estar mais próximas dos clientes com estruturas práticas e funcionais. Para tanto, é necessário um planejamento e estruturação que leve à implantação da Logística 4.0: “A evolução tecnológica dá as perfeitas condições de que as empresas precisam para se organizar, medir e controlar seus processos. Num pensamento sistêmico de uma organização, devem ser levados em consideração os investimentos em TI, sistemas de vendas, equipamentos tecnológicos, entre outros. O rastreamento dos processos, da produção, do comportamento do maquinário e da performance dos departamentos pode ser confiável com o auxílio de inovações que facilitem e deem mais assertividade à tomada de decisão, por meio de uma leitura detalhada de suas necessidades”.

Com ênfase nesta visão, o Grupo KION, que trabalha com as marcas Linde, STILL, Dematic, e possui como parceira a Águia Sistemas, dissemina o conceito de Intralogística 4.0: “Tornamos acessíveis as inovações tecnológicas integradas para movimentação e armazenagem de materiais de diferentes centros logísticos, indústrias e comércios. Entre as soluções proporcionadas, está o transporte, separação e distribuição de pedidos fracionados e gestão com WCS, acompanhadas de empilhadeiras com tecnologia de ponta e soluções para gestão inteligente de frotas com o FleetManager (da STILL) e o Connect (da Linde), que medem o desempenho e geram mais segurança nas operações”, relata o gestor.

Segundo Marin, a sinergia dessas tecnologias oferece condição para que o Grupo KION preste consultoria ao cliente desde o projeto inicial, ainda na planta, com iniciativas envolvendo soluções criativas que aumentem a capacidade de armazenagem, velocidade e ganho em produtividade com total segurança.

“Para implantar soluções nas companhias, é necessário antes uma visita técnica para conhecer quais são os planos de aperfeiçoamento, objetivos e as tecnologias que a empresa já possui e, desta forma — na maioria dos casos —, dar continuidade aos investimentos já realizados, sem a necessidade de reinvestimento”.

Para ele, as empresas que estão se aperfeiçoando dentro desta evolução tecnológica precisam buscar parceiros que tenham know-how no trabalho de coleta de dados e ofereçam soluções conectadas e alinhadas ao propósito almejado pela companhia: “Quando as soluções estão integradas em todas as partes do projeto (estrutura, tecnologia e máquinas), há otimização de recursos, evitando erros que remetam a retrabalhos e outros investimentos em curto espaço de tempo. Ou seja, é possível apresentar num projeto qual será a redução e em quanto tempo o investimento da corporação será pago”.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top