You are here
Home > Negócios > Festas de Confraternização aumentam faturamento de bares e restaurantes neste fim de ano

Festas de Confraternização aumentam faturamento de bares e restaurantes neste fim de ano

O fim de ano traz boas perspectivas a bares e restaurantes de diferentes partes do Brasil. O período é propício para que empresas e famílias se reúnam neste tipo de estabelecimento para promover festas de confraternização. Dessa forma, alguns estabelecimentos se organizam para receber este tipo de evento, além de disponibilizar cardápios customizados para a ocasião, podendo ser buffet ou a la carte, de acordo com a demanda dos clientes e que as opções escolhidas constam no mix de produtos oferecidos pela marca.

Como outro atrativo, os restaurantes da rede contam com música ao vivo e espaço Kids, voltado para crianças. Da segunda quinzena de novembro até a primeira de janeiro, a franquia Água Doce espera um volume maior de consumidores, e projeta um aumento de 20% no faturamento dos pontos de operação.

Entendemos que era hora de voltar a inovar, afirma Bertolucci
Julio Bertolucci: o cardápio é feito de acordo com o gosto dos clientes.

Segundo o diretor de franquias da Água Doce Sabores do Brasil, Julio Bertolucci, os restaurantes se organizam pontualmente para receber uma grande quantidade de confraternizações neste período. “O cardápio pode ser customizado de acordo com a demanda do cliente, ou seja, há a possibilidade de trabalhar com uma demanda específica de cardápio para a festa de confraternização, de acordo com as opções que constam no mix de produtos oferecidos pela marca. Para deixar o ambiente ainda mais agradável, grande parte das 80 unidades que compõem a rede investe em apresentações, com música ao vivo”, relata o diretor. 

Habitualmente, a sugestão é de um cardápio composto por dois petiscos de entrada, duas saladas e três pratos, sendo um deles com uma composição com arroz. Por exemplo: pastelzinho de carne de sol, isca de frango, salada da casa, salada gaúcha, arroz carreteiro, parmegiana e escondidinho de frango.

Outra orientação importante aos franqueados, é programar com folga o estoque, levando em consideração os produtos que têm mais saída neste tipo de celebração e que costumam faltar nesta época do ano, como picanha, filet mignon e outras proteínas de origem animal, e bebidas, como cerveja e chope. Como são produtos de giro garantido, a franqueadora sugere que os franqueados criem esse estoque sobressalente. Ainda nesta época do ano, são realizados sorteios e concursos, aproveitando o aumento do fluxo de pessoas para fidelizar os clientes que frequentam os restaurantes da marca.

Neste sentido, a Água Doce vai realizar de até o dia 04 de janeiro de 2020 um concurso chamado Mesa Cheia. A iniciativa tem como objetivo incentivar e destacar as confraternizações. A mecânica funciona da seguinte forma: os clientes que realizarem confraternizações na Água Doce e publicarem uma foto no Instagram com a hashtag #mesacheiaáguadoce, irão concorrer a R$ 1 mil em consumo.

Vencerá o concurso a foto com a mesa que tiver o maior número de pessoas acima de 18 anos. Serão avaliadas apenas as fotos postadas em perfis que estiverem em modo público. O resultado será divulgado no dia 05 de janeiro, no Instagram oficial da marca (@aguadoceoficial).

“Além de um atendimento exclusivo, este tipo de iniciativa se torna mais um atrativo para que os consumidores optem pela Água Doce para realizar as festas de confraternização. Aproveitamos o período do ano para maximizar as vendas e oferecer condições vantajosas por meio de cardápios especiais com bom custo-benefício. Com todas estas ações, estamos trabalhando com uma perspectiva de 20% de aumento de faturamento, se comparado ao mesmo período de 2018”, finaliza Julio Bertolucci.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top