You are here
Home > Finanças > Empresas aumentam opções bancárias da população brasileira com serviços personalizados e inclusivos

Empresas aumentam opções bancárias da população brasileira com serviços personalizados e inclusivos

Filas de espera, senhas, atendentes e contratos no papel. O esfacelamento dos modelos bancários tradicionais é um tema que vem ganhando bastante repercussão nestes últimos tempos, principalmente com a ascensão das contas e bancos digitais. A praticidade e agilidade destes sistemas atrai todos dias novos usuários, incentivando empresas de diversos setores a investirem em seus próprios modelos financeiros.

Segundo a consultoria empresarial BCG, estima-se que 11 milhões de contas online foram abertas no início de 2019. Além disso, a mesma identificou 56 empresas que adotaram um modelo de serviço, incluindo bancos completos, contas e serviços, investimentos, pagamentos e cartões.

Os executivos Rafael Pimenta e Fernando Oliveira, sócios da BTX Digital, empresa especializada na construção de digital banks para negócios e organizações, também explicam que há uma sutil diferença nas plataformas oferecidas atualmente. Contas digitais possuem um outro banco por trás de suas transações e são simplesmente contas-corrente que estão inseridas na internet, permitindo que seus integrantes realizem saques, transferências, checagem de saldo e pagamento de boletos.

Enquanto isso, um banco digital é uma instituição financeira completa por si só que oferece todos seus serviços na rede. Para ficar mais claro, listamos abaixo 5 marcas brasileiras que já contam com o seu próprio sistema financeiro:

Via Varejo e Casas Bahia

Com a ideia de promover a bancarização para pessoas que não possuem condições de arcar com grandes tarifas, a Casas Bahia – em parceria com a Via Varejo – lançou o banQui, um banco digital com todas as funcionalidades oferecidas pelas demais instituições financeiras. Segunda a marca, as unidades de lojas funcionam como pontos de atendimento para os seus clientes, que podem fazer solicitações tanto pelo aplicativo quanto fisicamente.

Caras Bank

Intitulado o primeiro banco digital dos famosos, o Caras Bank é um projeto construído e operado pela BTX Digital, que conta com um dos maiores programas de cashback do Brasil, com devolução de até 20% do valor das compras realizadas. Além deste benefício para os seus clientes, seu sistema tecnológico avançado é um dos primeiros do Brasil atuando em Blockchain.

Surf Pay

Em parceria com o sistema de celular dos Correios, a conta digital Surf Pay é uma iniciativa que busca atingir uma grande parcela do público brasileiro que deseja ter mais autonomia em saques e depósitos. Um dos motivos para este feito, é que os usuários podem fazer saques de valores elevados em qualquer agência de Correio do Brasil.

Uzzipay

Pertencente a startup brasileira de mesmo nome, o Uzzipay é dos bancos digitais mais inovadores dos últimos tempos. O projeto começou com o objetivo de contribuir para a conservação dos biomas nacionais, usando o slogan “Você abre uma conta, a gente preserva uma árvore”.

Pernambucanas

A rede de roupas brasileira foi a primeira a lançar uma conta digital entre as empresas de varejo. O investimento inicial teve como precursor a financeira do grupo, a fintech Pefisa Pernambucanas. Assim como outros sistemas varejistas, os clientes filiados a conta podem solicitar o suporte presencial em qualquer loja da marca.

A introdução de diferentes modelos financeiros no mercado evidencia uma necessidade de atingir públicos de forma cada vez mais segmentada, chamados de “love brand”. “As pessoas desejam ter liberdade para escolher a instituição que melhor se adeque às suas necessidades individuais, tendo um grande arsenal de opções ao seu dispor”, afirma o especialista Rafael Pimenta. “Este é o futuro do mercado bancário, englobar todas as diversidades e exigências”, completa Fernando Oliveira.

O mercado nacional está recebendo com positividade a criação de digital banks e contas digitais próprias, sendo uma questão de tempo até que as empresas comecem a investir mais neste modelo de negócio.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top