You are here
Home > Finanças > Conheça as vantagens de declarar o Imposto de Renda 2020 com Certificado Digital

Conheça as vantagens de declarar o Imposto de Renda 2020 com Certificado Digital

Falta pouco para o início do período de entrega da declaração do Imposto de Renda ano base 2020. De acordo com a Receita Federal, as declarações devem ser entregues entre o dia 2 de março até o dia 30 de abril. Até a data limite, os contribuintes devem reunir a documentação (recibos médicos, notas fiscais etc.) com os dados que serão enviados à Receita.

Porém, com as mudanças tecnológicas, hoje é possível declarar o IR de forma 100% online, com o uso do Certificado Digital que além de simplificar o processo traz uma série de outras vantagens para o utilizador.

Segundo Lucas Vieira, Gerente de Produtos da Soluti, a declaração feita com o uso do Certificado Digital é muito mais simples e vantajosa, pois reduz a chance de erros no momento da prestação de contas e que o contribuinte seja pego pelo leão. Para continuar a disseminar as facilidades do Certificado Digital em nuvem, a Soluti disponibilizará gratuitamente, através dos Contadores, Certificados Bird ID para a Declaração do Imposto de Renda para pessoas físicas.

A campanha será válida de 26 de fevereiro até 30 de abril. O resgate dos vouchers do Bird ID acontecerão na página www.IR2020.com.br. É importante que o cliente faça o agendamento online para o atendimento.

Confira abaixo algumas vantagens de possuir o Certificado Digital na hora da declaração:

  1. Acesso a declaração pré-preenchida

Para realizar a declaração é preciso que os contribuintes reúnam diversos documentos que constam os gastos com educação, saúde, previdência privada, aplicações financeiras, etc. Por isso, é comum atrasos e até divergências nos valores informados ao Fisco, uma das principais causas que levam as pessoas para a malha fina. Com o Certificado Digital, o contribuinte tem acesso a uma declaração pré-preenchida, contendo todos os dados já armazenados. Sendo assim, o usuário precisará apenas verificar as informações e realizar as alterações necessárias, evitando erros que possam fazer com que o declarante seja pego pelo leão.

  1. Facilidade nas retificações

O Certificado Digital ainda viabiliza ao seu possuidor a execução simplificada de consultas e eventuais retificações no documento encaminhado à Receita Federal. Assim, por meio do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento) da Receita, o contribuinte pode verificar seus dados, consultar o status da sua declaração, checar fontes pagadoras e complementar a declaração de forma simples, o que garante um maior rigor no cumprimento da obrigação, evitando quaisquer restrições e sanções junto ao Fisco.

  1. Obter as declarações dos anos anteriores

Por meio do Certificado Digital, o contribuinte pode também acessar as declarações enviadas nos últimos anos. De forma direta, essa possibilidade garante ainda mais transparência e rigor ao processo, além de dar mais segurança ao contribuinte, que passa a poder cruzar dados e reduzir a probabilidade de errar na hora do preenchimento e, consequentemente, de cair na temida “malha fina”.

  1. Uso da tecnologia para outras atividades

O Certificado Digital para Pessoa Física — e-CPF ou e-PF — é um documento eletrônico utilizado para representar pessoas em ações praticadas no universo digital. Desta forma, além da declaração de IR, o Certificado permite a realização de uma série de outros processos em plataformas digitais, como assinar contratos, de qualquer lugar e a qualquer hora, acessar sistemas de escrituração contábil e emissão de nota fiscal. É possível ainda, fazer a renovação de sua CNH pela internet, nos estados em que o Detran forneça essa facilidade, entre outras ações.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top