You are here
Home > Negócios > Cresce procura por delivery em farmácias e drogarias

Cresce procura por delivery em farmácias e drogarias

O avanço rápido da pandemia da Covid-19 no Brasil alterou a rotina das pessoas e das empresas. Aos poucos a adaptação as novidades vem ganhando força. Para muitos o trabalho é em regime home office, o passeio pelas lojas se transformou em uma espécie de passeio on-line e as idas aos mercados e farmácias, em delivery, com entrega em poucas horas. Diante deste cenário, ser flexível e adaptável, mais do que nunca, é uma questão de sobrevivência.
 
Quem tem percebido essas mudanças de hábitos dos consumidores é a startup paranaense MyPharma uma plataforma virtual para farmácias e drogarias. O fundador e diretor de marketing da startup, Carlos Henrique Soccol, relata que a procura das pessoas pelas compras online resultou em um aumento expressivo na quantidade de acesso aos sites das farmácias e drogarias e posteriormente no fechamento das compras. 
 
“Desde o início da pandemia no país, em meados de março, percebemos que o tráfego do site e a taxa de conversão das pessoas cresceram em quase 100%, isso confirma que as pessoas estão optando mais pelas compras online. Projetávamos esse número para daqui, no mínimo, cinco anos”, informa Carlos Henrique Soccol.
 

Crescimento no delivery

 
As farmácias e drogarias são classificadas como serviços essenciais neste período de pandemia do Novo Coronavírus. A capacidade de se reinventar está sendo uma questão de sobrevivência no mercado em que a forma de venda e entrega já não é mais a de balcão e sim, a de delivery.
 
O proprietário da Mix Mais Farma, Flavio Bueno, possui três lojas em São Luiz, no Maranhão. Em todas elas, a compra online é a que mais tem se destacado entre os seus clientes. 
 
“Quando entrei em contato com a startup, em novembro passado, eu fazia 31 entregas durante o mês. Em dezembro, esse número pulou para 91. Mas agora, graças ao apoio da MyPharma e com a demanda na procura por delivery, as entregas chegam a ser 30 vezes mais”, afirma.
 
Para dar conta das demandas, Flavio precisou qualificar seus colaboradores para atender os clientes com mais agilidade e atenção. A aposta vale também para fidelizar a clientela, oferecendo descontos especiais e embalagens personalizadas. 
 
“Minha equipe recebeu treinamento específico para o atendimento aos clientes online. Investimos em funcionários para cuidar somente do e-commerce, WhatsApp, telefone e das divulgações dos produtos nas redes sociais. Estamos confiantes que após o período da pandemia, as vendas online e o delivery permanecerão constantes”, completa.
 

Oportunidade

 
Outro proprietário do ramo farmacêutico que tem visto as vendas no e-commerce subiram e a opção de delivery se tornar a mais pedida, é Marcos Cabral Alves, da drogaria Mais Vida, de São Paulo. Antes da pandemia, os pedidos não passavam de 60 por dia e, agora, passou a ser o dobro. 
 
“Há dois anos, estou com a loja virtual e o aplicativo da MyPharma. Desde então, tive uma ascensão expressiva nas minhas vendas, o que potencializou ainda mais com a pandemia da Covid-19. Acredito que quando tudo isso passar, as vendas online e o sistema delivery continuem boas”.
 
Com o dobro no número de entregas e um perfil de cliente voltado ao virtual, assim como Flavio, Marcos também se preocupou em preparar seus colaboradores. 
 
“Realizo treinamento e acompanhamento com cada funcionário. Direciono a forma e quem irá atender os canais de comunicação da farmácia, desde o colaborador do balcão até o entregador”. 
 
Ele ainda aproveitou o momento delicado que vivemos para demonstrar gestos de solidariedade com o próximo.
 
“A cada meta semanal que nossa equipe cumpre, compramos e doamos uma cesta básica para as pessoas carentes aqui de São Paulo. Isso nos conforta e fortalece para continuar a caminhada”, conclui emocionado.
 
CATEGORIAS DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS MAIS PROCURADOS PELOS CONSUMIDORES
 (comparativo cenário antes e durante Covid-19)
 
CENÁRIO PRÉ-COVID (Janeiro a Março de 2020)
 
• Beleza e cuidados;
• Medicamentos em geral;
• Linha de Mamães e bebês
 
CENÁRIO COVID – (Março de 2020 até o momento)
 
• Suplementos e vitaminas;
• Higiene pessoal (lenço umedecido, álcool gel, máscaras, sabonete em barra e líquidos);
• Antigripais (pastilhas, comprimidos e xaropes).
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top