You are here
Home > Finanças > Startup fomenta inclusão digital em serviços bancários

Startup fomenta inclusão digital em serviços bancários

Uma pesquisa realizada pela Locomotiva aponta que 45 milhões de pessoas são desbancarizadas, ou seja, não movimentam a conta bancária ou não têm conta em banco, totalizando um em cada três brasileiros no País. Mesmo assim, de acordo com a sondagem, elas movimentam mais de R﹩ 800 bilhões por ano. Uma grande parcela das classes C, D e E não se sentem confortáveis com o atendimento que recebem nas instituições financeiras e têm dificuldade com a burocracia e utilização de apps e caixas eletrônicos.

Diante da Covid-19, a inclusão digital foi necessária em vários aspectos no cotidiano das pessoas. Um exemplo dessa necessidade serviu para o Centro Fashion, centro atacadista em Fortaleza (CE) que possui feirantes, lojistas, autônomos como colaboradores possibilitar o recebimento de bônus e premiações através do acesso digital. A empresa responsável por essa trasnformação é a Cash.in, startup que otimiza a entrega de valores em prêmios de incentivos e outros, entre empresas e colaboradores e fomenta o acesso à serviços financeiros de forma simples, sem a necessidade do usuário de ter uma conta em banco ou fazer cadastros longos.

“Pela plataforma da Cash.in é possível fazer saques em dinheiro nas lotéricas, transferências, pagamento de contas, recargas de celular e compras em lojas. Temos uma plataforma colorida, visual, de fácil navegação, planejada justamente para levar inclusão digital para colaboradores das classes C, D e E e facilitar o dia a dia e que se comunica com esses usuários – a plataforma foi feita para eles”, explica Nani Gordon CEO e founder da Cash.in.

Também na capital cearense, um coletivo de catadores de recicláveis passou a receber por meio da plataforma Cash.in.

“Quem recebe fica mais tranquilo por ter um atendimento personalizado e um ambiente digital didático direcionado para pessoas não digitalizadas”, diz Paulo Sturdart, Diretor de Operações da EcoFor, ressaltando também que a plataforma foi um meio de incluir as pessoas em transações às quais não tinham acesso.
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top