You are here
Home > comércio > 62% das pessoas pretendem comemorar Dia das Crianças e 40% devem comprar presentes

62% das pessoas pretendem comemorar Dia das Crianças e 40% devem comprar presentes

Está chegando o dia das crianças, uma das datas mais importantes para o setor comercial, e os e-commerces estão se movimentando para atrair clientes. A expectativa – e o objetivo – é de faturamento alto em 2020, assim como em 2019, quando o setor chegou ao montante de R$3 bilhões, como mostra uma pesquisa feita pela Social Miner , empresa que une dados de consumo, tecnologia e humanização para ajudar sites a otimizarem seus resultados, em parceria com a Opinion Box.
 
Se depender dos 62% que responderam que querem comemorar a data, sendo 40% deles presenteando, a tendência de crescimento nas vendas dos comércios eletrônicos – registrada no ano passado e em datas comemorativas deste ano – deve se consolidar.

E quem é que vai se dar bem e ganhar presente no dia das crianças?

48% pretendem presentear os sobrinhos, 42% os filhos, e, como podemos ver no gráfico abaixo, 7% vão aproveitar para comprar presentes para si mesmo – ponto de atenção aos comerciantes, que podem aproveitar para fazer promoções de produtos para adultos também.
 
 
 
Dentre os consumidores das classes A e B, 57% pretendem ir às compras, enquanto entre as classes C,D e E o número cai para 37%. E, falando em ir às compras, 58% dos que vão presentear alguém já começaram a pesquisar itens em oferta.

Segundo Ricardo Rodrigues, CEO da Social Miner, o ideal é antecipar e estender suas ofertas, aproveitando o aumento no tráfego para cadastrar novos potenciais clientes e já ir aquecendo sua base com condições especiais, e, na reta final, apresentar vantagens como descontos no frete ou entrega expressa, para conquistar os consumidores mais atrasados e garantir boas vendas durante todo o período.

Entre as categorias que devem ser as mais procuradas, estão: Brinquedos, com 77% das intenções de compra; Jogos, com 35%; Moda e Acessórios, com 29%; e Eletrônicos, com 25%.
 
 
Dentro desses setores, os itens que devem ser os queridinhos dos que vão presentear, são: brinquedos, preferência de 58% dos respondentes; roupas, 35%; e bonecas ou bonecos, 30%, como é possível conferir abaixo:
 
 
51% pretendem gastar de R$50 a R$200 em presentes. Quanto à forma de pagamento, 62% devem usar cartão de crédito para parcelar as compras, 40% cartão de débito para comprar à vista, e 38% querem comprar no dinheiro.

Como as pesquisas da Social Miner sobre o Futuro do Consumo e Futuro do Varejo mostraram, a jornada de compra tem sido omnichannel – e assim deve permanecer. Neste dia das crianças, por exemplo, 42% dos consumidores vão preferir comprar online e receber em casa, e 22% pretendem ter uma experiência híbrida, transitando pela loja física e online antes de efetuar a compra.
 
 
Um dado que não podemos deixar de considerar é sobre os que não vão comprar presentes. Entre aqueles que pretendem celebrar a data, mas não indicaram a pretensão de comprar presentes ou serviços de lazer, 42% tomaram esta decisão porque precisam economizar. No entanto, 62% disseram que se encontrarem preços baixos, podem mudar de ideia e consumir, 32% podem até comprar se o frete compensar, e 30% se considerarem o prazo de frente interessante.

Diante dessa possibilidade de mudança de opinião dos potenciais consumidores, e para incentivar as comprar num geral, cabe ao comércio criar campanhas que atendam às necessidades dos clientes. “Para se dar bem e otimizar suas estratégias, é essencial entender quem é o público do evento e o que ele espera das marcas”, conclui o CEO da Social Miner.
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top