You are here
Home > Trabalho/Emprego > Movida, Gerdau e Klabin implementam programa educacional para jovens

Movida, Gerdau e Klabin implementam programa educacional para jovens

Os jovens têm se preocupado mais com questões de responsabilidade e ética social nas empresas. Segundo a pesquisa “Construindo Nosso Futuro”, realizada pela Eureca, 84,95% dos jovens concordam que todas as organizações do setor privado (não apenas as empresas públicas) devem ser responsabilizadas por padrões de ética sociais, ambientais, de governança e de tecnologia.

E para contribuir com a inclusão de jovens no mercado de trabalho de forma produtiva e consciente, em uma iniciativa inédita, o Instituto Capitalismo Consciente Brasil (ICCB) está lançando o Líderes do Futuro – CC Jovem, um projeto educacional de produção de conteúdo para o despertar do jovem líder de si e líder do futuro. A iniciativa contou com o investimento de vários conselheiros eméritos do ICCB e o patrocínio de Movida, Gerdau e Klabin, que além de contribuição financeira destinam o programa ao seu público interno de jovens (estagiários e jovens aprendizes, por exemplo).

Para Renato Franklin, CEO da Movida, a educação de jovens focada na liderança consciente é fundamental para a transformação do mundo. “Com o Programa Líderes do Futuro – CC Jovem, ao mesmo tempo em que formamos profissionais com direcionamentos adequados às demandas atuais, contribuímos com a colocação de jovens no mercado de trabalho que talvez não tivessem esta oportunidade. É uma iniciativa notável que vem atender um dos nossos principais propósitos como empresa B e também como associados do Instituto Capitalismo Consciente, o de proporcionar uma sociedade melhor, mais justa e inclusiva”, comenta o executivo.

Para cada jovem atendido pelas empresas que patrocinam o projeto, são doadas 5 inscrições para jovens em situação de vulnerabilidade e sem emprego. Tais jovens serão captados através de projetos sociais ou ONGs parceiras ou indicadas pela  própria empresa patrocinadora ou ainda, através de parceiros sociais do ICCB, tais como CIEE, G10 Favelas, Gerando Falcões, Jovens do Brasil.

As empresas patrocinadoras disponibilizarão vagas aos seus próprios estagiários e jovens aprendizes, para que eles recebam conteúdo sobre Capitalismo Consciente e também se comprometem a contratar os jovens em vulnerabilidade que passaram pelo programa, criando um ciclo positivo de acesso, educação e emprego.

“Se hoje, um dos nossos pilares é a Liderança Consciente, isso inclui Líderes do Futuro. A juventude é parte essencial da mudança que queremos e precisamos. Quando o Capitalismo Consciente contribui com a inclusão das juventudes no mercado de trabalho de forma produtiva e consciente, esses jovens retornam ao mundo, aos negócios e às comunidades um ciclo positivo de sustentabilidade financeira e social”, explica Graziela Merlina, diretora de Educação do ICCB.

O conteúdo é facilitado por três jovens diversos e estudiosos dos temas, evidenciando o equilíbrio entre Idealismo e Pragmatismo. Além disso, o programa oferece conteúdos gravados por conselheiros do ICCB que compartilham suas histórias e trajetórias de vida, bem como seus aprendizados e estímulos ao jovem profissional.

Para Graziela Merlina, ajudar a transformar o jeito de se fazer negócios e investimentos no Brasil, além de ser o propósito do Instituto Capitalismo Consciente Brasil, é uma necessidade e urgência percebida por cada cidadã e cidadão desse Brasil que tem consciência da realidade de desigualdade social na qual estamos imersos. “E isso diz respeito a todos nós. Por isso, entendemos o papel do Capitalismo Consciente em engajar, educar e inspirar jovens no exercício desse papel consciente à medida que ingressam no mercado de trabalho”,  conclui.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top