Faturamento das pequenas e médias empresas online cresce 25% no 1° semestre

Faturamento das pequenas e médias empresas online cresce 25% no 1° semestre

Foram vendidos mais de 25 milhões de produtos no período

As compras online estão cada vez mais presentes no cotidiano dos consumidores brasileiros: nos seis primeiros meses do ano, os pequenos e médios empreendedores online faturaram 25% a mais em comparação com o mesmo período do ano passado, alcançando R$ 1,5 bilhão. É o que aponta o levantamento semestral realizado pela Nuvemshop, plataforma para criação de lojas online que é líder na América Latina.

“O varejo online é impulsionado pela conveniência para comprar, variedade de produtos, comodidade nas entregas em domicílio e a inovação tecnológica oferecida pelas lojas virtuais, constantemente se adaptando às necessidades dos consumidores”, explica Guilherme Arantes, especialista em e-commerce da Nuvemshop. “O crescimento demonstrado em cada levantamento que fazemos comprova que o e-commerce deve continuar crescendo nos próximos anos”.

Um exemplo de comércio online que no primeiro semestre deste ano começou a investir mais no posicionamento de marca é a PtZ Joias, loja focada em joias para público masculino e feminino. De acordo com seu fundador, João Victor Magalhães, a presença em eventos, campanhas com influenciadores, e até live commerce (vendas ao vivo em plataformas digitais), alavancaram as vendas do e-commerce em cerca de sete vezes em comparação com o mesmo semestre do ano passado. O lançamento da coleção em conjunto com o rapper paulista Thiago Veigh, por exemplo, teve tanto sucesso que se esgotou já na pré-venda.

“Apenas em um mês deste ano faturamos mais que na Black Friday de 2022, por exemplo. Para isso, escutar o cliente foi fundamental, pois a partir dos comentários e sugestões deles nós aprimoramos nossas entregas, a qualidade de nossas embalagens e conseguimos direcionar de forma mais assertiva as novas campanhas”, conta o empresário.

Não foi apenas a PtZ que multiplicou o faturamento na primeira metade deste ano: o segmento Joias teve aumento de cerca de 77% no faturamento, taxa de crescimento superior aos demais setores, e movimentou R$ 55,5 milhões no período.

Destaque em vendas

Moda (R$548 milhões), Saúde & Beleza (R$128,5 milhões) e Acessórios (R$105,5 milhões) se destacaram no ranking de segmentos com maiores faturamentos no primeiro semestre do ano, conquistando a primeira, segunda e terceira posições, respectivamente.

Durante todo o primeiro semestre, foram vendidos mais de 25 milhões de produtos, valor 16% superior ao registrado no ano passado (21,8 milhões). O valor médio pago por pedido chegou a R$ 248,10. Além disso, o número de pedidos registrados passou de 5 milhões para 6 milhões – crescimento de 20%.

Para a análise, foram consideradas as vendas realizadas entre janeiro e junho de 2022 e 2023 dos lojistas brasileiros da plataforma.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *