Micro, pequenas e médias empresas ganham Manual de Boas Práticas em Comércio Eletrônico

O Projeto Mercosul Digital, iniciativa de cooperação internacional entre a União Europeia e o bloco Mercosul, acaba de lançar o Manual de Boas Práticas para o uso eficiente do Comércio Eletrônico na internet, documento exclusivo a fim de promover a economia digital no Mercosul. Destinado á s micro, pequenas e médias empresas (MPMES), trata-se de um guia prático e atualizado, com dicas importantes para o sucesso do negócio na Internet nos tempos atuais. Entre elas estão as melhores práticas de comércio eletrônico, estratégias para a promoção comercial, ferramentas para compras online, estoque, processo de devolução, troca e cancelamento, comunicação com o cliente e pagamentos.

O guia também apresenta uma padronização de indicadores de desempenho e de metodologias para comércio eletrônico que possibilita a entrada das empresas, principalmente as pequenas, neste mercado. Além disso, oferece competências para elaborar o site das empresas, com capacidade, velocidade e estabilidade do servidor de web escolhido, capacidade de acesso proporcional á  capacidade de entrega, infraestrutura de rede, bancos de dados, segurança dos dados armazenados e dos dados dos usuários, suporte a diversas versões e desenvolvedores de browsers.

O Manual de Boas Práticas em Comércio Eletrônico está disponível de forma gratuita e online no blog do projeto Mercosul Digital, responsável por sua elaboração. Para acessá-lo, basta baixar o documento em http://www.mercosuldigital.org/documentos/manual-mercosul-digital-comercio-eletronico-pmes-2011/. O documento foi elaborado a partir de diagnósticos que permitiram identificar em cada um dos países, os cenários relacionados á  prática de comércio eletrônico, os avanços na legislação que regula tais atividades, o grau de capacitação dos atores envolvidos e a comparação com outros blocos da América Latina e Europa.

Todo este trabalho serve como base para a execução de um projeto-piloto de fomento de comércio eletrônico transfronteiriço entre as pequenas empresas dos quatro países. O projeto será executado no decorrer de 2012 e 2013 e envolverá órgãos públicos, empresas governamentais e associações privadas, voltadas ao comércio eletrônico, bem como empresas líderes do ecossistema que atenda o varejo online na região.

O piloto de comércio eletrônico transfronteiriço será embasado em boas práticas de economia digital no bloco, tais como a bem sucedida iniciativa dos Correios do Brasil no cenário de comércio exterior, o Exporta Fácil.

Soma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *