You are here
Home > Energia > Itaipu comprova que grandes hidrelétricas são viáveis

Itaipu comprova que grandes hidrelétricas são viáveis

O sucesso da Itaipu Binacional na promoção de iniciativas voltadas ao desenvolvimento sustentável, como o Cultivando Água Boa (CAB), veículos elétricos e geração a partir de biogás, comprova que grandes projetos hidrelétricos são viáveis do ponto de vista econômico, social e ambiental, na opinião do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, que abriu nesta noite de quarta-feira (19), a 12ª edição do encontro anual do programa CAB. A programação do encontro prossegue nesta quinta-feira (20), com a participação do ex-presidente Lula. “No momento em que o Brasil precisa ampliar seu parque gerador, Itaipu permanece à frente, como exemplo de que é possível construir grandes hidrelétricas respeitando o meio ambiente e promovendo o desenvolvimento nacional. No caso da Itaipu, isso também se estende ao Paraguai e a outros países vizinhos”, afirmou Lobão. Itaipu é a maior hidrelétrica em operação do mundo. Em 2013, produziu 98,6 milhões de MWh.

A abertura do encontro do CAB foi marcada pela consolidação do programa socioambiental da Itaipu como uma ação de cooperação internacional do Brasil. Na ocasião, com a chancela do Comitê Intergovernamental Coordenador da Bacia do Prata (CIC), as binacionais de Salto Grande (Uruguai-Argentina), Yacyereta (Paraguai-Argentina) e Itaipu firmaram um convênio que oficializa o compartilhamento da metodologia de gestão participativa e recuperação de microbacias hidrográficas do CAB.

A metodologia será aplicada em seis microbacias da Bacia do Prata. Além dessas, microbacias localizadas na Guatemala, República Dominicana e Espanha, relacionadas a hidrelétricas e mineradoras, também adotaram essa metodologia. “O Cultivando Água Boa é um belo exemplo dessa visão generosa e responsável da Itaipu, de gestão que une a eficiência econômica, a justiça social e a responsabilidade ambiental”, acrescentou Lobão, que afirmou que as experiências de Itaipu também são referência para novos projetos hidrelétricos no Brasil. E complementou: “Itaipu é um grande exemplo e orgulho para o País”.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top