You are here
Home > Sem categoria > Monitoramento dos ambientes de data center auxilia produtividade das organizações

Monitoramento dos ambientes de data center auxilia produtividade das organizações

A produtividade está relacionada muitas vezes a uma área bem discreta da empresa, que, se não funcionar adequadamente, pode acarretar problemas a toda organização. Trata-se do Data Center, local onde ficam concentrados os equipamentos de processamento e armazenamento de informações de médias e grandes empresas, a fim de permitir o funcionamento eficiente das redes de computadores.

Em caso de superaquecimento, uma das consequências prováveis é a queda de todo sistema de informática da empresa, ocasionando perda de dados importantes e prejuízos. Por isso, a Link Monitoramento e a Climasul firmaram uma parceria para desenvolver uma solução em monitoramento dessa área estratégica. Em caso de elevação da temperatura do ar condicionado, o sistema aciona um alarme para notificar os responsáveis pelo setor.  “Ao contrário de antigamente, em que o rastreador era usado só para segurança e logística, hoje o equipamento é um aliado na gestão das empresas em várias áreas”, ressalta Silvio Torres, diretor-presidente da franqueadora Link Monitoramento.

De acordo com o projeto em elaboração, o rastreador instalado dentro do ar condicionado do data center é capaz de detectar mudanças sutis de temperatura para que as empresas possam realizar ações preventivas nesse ambiente. “O data center fica numa sala isolado e, com isso, as pessoas só percebem o problema quando o dano já ocorreu”, afirma Almir Sandri, diretor da Climasul Ar Condicionados, empresa de abrangência nacional especializada em projetos de ar condicionado industrial, data center e hospitais. Ele aponta que essa solução representa um avanço no mercado. A ideia é ativar um alarme para acionar os gestores do data center em caso de aumento de temperatura do ambiente. “Queremos mandar equipe para verificar o que está acontecendo antes do problema se instalar”, informa.

Isso porque o data center possui dispositivos que, diante de altas temperaturas, pode apresentar como um das consequências o desligamento automático do sistema. Com isso, caem todas as informações e ninguém consegue trabalhar. É um problema gravíssimo, especialmente em instituições bancárias, que precisam lidar com a segurança das  informações e, nesses casos, até o Banco Central vai querer saber a razão da queda do sistema”, alerta ele.

Sandri afirma que o data center é um ambiente crítico, que exige atendimento rápido e solução imediata e preventiva. “O monitoramento que estamos desenvolvendo em parceria com a Link é um item a mais de segurança, que ganha cada vez mais importância diante de sua função estratégica”, conclu

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top