You are here
Home > Seguro > Negócios no setor de seguros continuam crescendo e no Paraná o desempenho está acima da média nacional

Negócios no setor de seguros continuam crescendo e no Paraná o desempenho está acima da média nacional

Leandro Poretti: perspectiva da Sancor é faturar R$ 500 milhões. 

O mercado de seguros vem crescendo muito acima da economia. Em termos de Brasil, o setor cresceu no ano passado 10,5% e atingiu R$ 250 bilhões em prêmios arrecadados. No Paraná, o desempenho do setor segurador ficou acima da média nacional, tendo crescido mais de 12%. Para este ano, as expectativas são de um desempenho ainda melhor.

Eu conversei com o diretor geral da Sancor Seguros no Brasil, o executivo argentino Leandro Poretti, e ele me explicou que os combustíveis da indústria seguradora são o emprego, a renda e o consumo. Com a abertura do crédito e a queda dos juros, as vendas financiadas aumentarão, impulsionando as contratações de seguro em 2018.

Um dos segmentos que vem se destacando neste setor, principalmente no Paraná, é o do agronegócio. O diretor da Sancor me adiantou que o agronegócio está na pauta das seguradoras e resseguradoras como uma das modalidades mais promissoras do mercado brasileiro nos próximos anos. E isso ocorre diante do apoio que dá aos produtores e também ao governo, que não precisa renegociar as dívidas dos agricultores que contam com o seguro rural para perdas.

Eu perguntei ao executivo, que tem mais de 20 anos de experiência no mercado segurador sobre as expectativas em relação ao seguro de veículos para 2018 e ele me contou que com a retomada na venda de automóveis, esta área deve ter um incremento entre 6% e 7%, depois de ter apresentado crescimento abaixo da inflação nos dois últimos anos.

A área de seguros que mais vem crescendo é o de vida, cujo faturamento chega a superar o de automóveis. Segundo o diretor da Sancor, a justificativa para o bom desempenho é a mudança de cultura que vem ocorrendo e as pessoas já a partir dos 30 a 40 anos começam a contratar um seguro de vida visando garantir a saúde financeira da família.

Quanto a preços, Leandro Poretti me disse que diante da grande concorrência, os seguros em geral estão sendo reajustados abaixo dos índices inflacionários e no caso do seguro de veículos, os preços estão decrescendo, dependendo é claro da região onde o veículo transita, da qualidade do carro e do perfil do motorista. Só para se ter uma ideia, estão em operação no Brasil, hoje, 156 seguradoras, sendo que as cinco maiores detêm nada menos do que 70% do mercado.

Mercado curitibano

O mercado de seguros em Curitiba e região metropolitana é bastante expressivo. Segundo dados do setor, em volume é maior que Porto Alegre e as principais cidades de Santa Catarina. Para a Sancor Seguros, empresa de origem argentina e que está no Brasil desde 2013, a unidade instalada na capital, tem parcela significativa no faturamento global da companhia. Por isto logo em seu segundo ano de atuação no Brasil, inaugurou o escritório na capital paranaense.

Para melhorar a prestação de serviço e atender a este mercado crescente, a empresa decidiu reestruturar a sua unidade e está reinaugurando a filial, trazendo para um bairro mais central, com fácil acesso a todos. “Vamos para um bairro tradicional, o Batel, perto de tudo, para que possamos melhorar ainda mais os serviços que prestamos em Curitiba”, afirma o diretor geral da companhia, Leandro Poretti. O investimento ainda permitirá o crescimento expressivo da equipe de trabalho na nova filial, que conta com mais de 600m² de área útil, trazendo conforto e comodidade aos parceiros e clientes que visitarem o espaço.

Com este remanejamento, a Sancor projeta crescer o faturamento em 40% para 2018. “Estamos em franco crescimento e nossa perspectiva é de faturarmos cerca de R$ 500 milhões, onde 60% é para seguros diversos e 40% para uma de nossas expertises que é o seguro rural”, afirma Poretti.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top