You are here
Home > Finanças > Cardápios inteligentes precisam estar atrelados à redução de custos

Cardápios inteligentes precisam estar atrelados à redução de custos

Almoçar fora de casa todos os dias eleva consideravelmente os gastos no final do mês. Segundo um levantamento feito em 51 municípios do Brasil pela Associação das Empresas de Benefício ao Trabalhador (ABBT), o custo médio de uma refeição que inclua prato principal, bebida, sobremesa e café é de R$ 34, o que representa em torno de 80% do salário mínimo, considerando 22 dias de trabalho.

Esse valor pesa para o trabalhador ou para a empresa que concede o vale-refeição como benefício ao funcionário, que costuma oferecer um montante um pouco mais baixo, em média R$ 25 por pessoa. Por isso, muitas empresas optam pela instalação de um restaurante interno que, mesmo com a administração terceirizada, o valor por refeição cai para menos da metade.

O fato é que a redução de custos é uma necessidade, seja para o trabalhador, para a empresa, aos restaurantes ou organizações que atuam na área de alimentação coletiva. No caso da Exal, empresa que atua nesse segmento e serve cerca de 100 mil refeições ao dia, a gestão inteligente de recursos é uma das prioridades. Por isso, desde 2016, a organização busca alternativas para equilibrar a entrega de um serviço de refeições empresariais de excelência, a um custo reduzido e com preços justos.

De acordo com o diretor de Operações da Exal, Leocádio Bento Filho, a solução foi focar em um planejamento inteligente de compras corporativas. Por meio do Planejamento de Compras e Processos, o PCP, é possível garantir mais flexibilidade na negociação, competitividade de mercado, criatividade e qualidade no cardápio. “Antes a compra era feita regionalmente, agora há um poder maior de negociação e com a mesma velocidade de entrega. A ideia é gerenciar essa compra por volume de ingredientes utilizados em diversas unidades, mantendo a liberdade de escolha da preparação”, afirma.

Outro ganho que o PCP traz é que o cardápio passou a ser avaliado por duas pessoas: pela nutricionista e pela gestora de unidade. A Exal possui um departamento de Planejamento de Compras que, mensalmente, recebe todos os cardápios feitos pelas gestoras, com isso, é possível realizar a previsão e gestão de compras, levando em consideração as particularidades dos clientes que possuem o restaurante administrado pela empresa.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top