You are here
Home > Negócios > Mais de 24 milhões de itens foram desapegados por meio da OLX em 2018

Mais de 24 milhões de itens foram desapegados por meio da OLX em 2018

O ano de 2018 foi marcado por muito desapego entre os internautas brasileiros. A OLX registrou mais de 24 milhões de itens vendidos por meio da plataforma e o número de anunciantes ultrapassou os 16 milhões, superando em 8% a quantidade de pessoas que venderam algum artigo em 2017. Esse crescimento mostra que há cada vez mais brasileiros dispostos a prolongar a vida útil de seus produtos, aderindo a um hábito de consumo mais consciente.

“40% dos brasileiros já acessaram a plataforma com o intuito de adquirir algum item seminovo ou usado. Ao mesmo tempo, vemos cada vez mais pessoas dispostas a desapegar do que está parado em casa. Este cenário de consumo consciente beneficia o vendedor, que faz uma renda extra, o comprador, que adquire algo a um preço mais acessível, e gera movimentação financeira na economia”, comenta o vice-presidente executivo da OLX Brasil, Marcos Leite.

A categoria Eletrônicos e Celulares foi líder em vendas com mais de 7 milhões de produtos comercializados. Em seguida estão as categorias Autos e Peças e Para a sua casa, ambas com número superior a 4 milhões de artigos vendidos.

Top 5 categorias com mais itens vendidos

Categorias Representatividade da categoria
no total de itens vendidos
Eletrônicos e celulares 30%
Autos e peças 18%
Para a sua casa 18%
Moda e beleza 8%
Artigos infantis 5%

Os Estados que mais comercializaram produtos no último ano foram São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais com, respectivamente, 4,9 milhões, 2,1 milhões e 1,7 milhão de itens vendidos. Os três Estados também foram líderes em número de anunciantes: São Paulo (4,3 milhões), Rio de Janeiro (1,7 milhão) e Minas Gerais (1,4 milhão) cresceram 5,3%, 2% e 10,8% em relação a 2017, respectivamente.

Top 5 Estados com mais itens vendidos

Estados Representatividade dos estados

no total de itens vendidos

São Paulo 20%
Rio de Janeiro 9%
Minas Gerais 7%
Paraná 7%
Amazonas 6%

Nova categoria é destaque

A categoria Comércio e Escritório foi lançada em 2018 e já se destacou na plataforma. Nela, todo tipo de mobiliário e acessório para micro e pequenas empresas é comercializado, como mesas e cadeiras comerciais, manequins, trailers comerciais, balanças, entre outros. Os Estados que mais venderam itens dessa categoria foram São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Ceará.

A empresa criou um ecossistema para o micro e pequeno empreendedor encontrar e adquirir equipamentos por meio da OLX, já que percebeu uma grande demanda por esses artigos. A expectativa foi confirmada pelos números: mais de 645 mil produtos foram comercializados somente nesse primeiro ano de operação.

Top 5 categorias com mais anunciantes

Categorias Representatividade das categorias no
total de anunciantes*
Autos e peças 41%
Eletrônicos e celulares 37%
Para a sua casa 25%
Moda e beleza 19%
Imóveis 16%
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top