You are here
Home > Negócios > Brechó de luxo de Luana Piovani recebe aporte de R$ 3 milhões

Brechó de luxo de Luana Piovani recebe aporte de R$ 3 milhões

O mercado de seminovos ganha cada vez mais força diante da alta do dólar e do encarecimento dos produtos de luxo, deixando consumidores do segmento ávidos por preços mais acessíveis, que os permitam continuar adquirindo peças de suas marcas favoritas. O brechó de luxo da atriz Luana Piovani, o @cansei_vendi (www.canseivendi.com.br), é a prova de que o segmento está a todo vapor: o negócio acaba de receber um aporte de R$ 3 milhões de um fundo de investimentos e tem projeção de alcançar 250% de crescimento este ano.

Com mais de 4 mil produtos seminovos de 120 marcas diferentes, o marketplace investe não apenas na expansão e democratização, mas também na experiência dos usuários. “Os consumidores vão atuar de maneira mais independente e terão a chance, por exemplo, de negociar o valor de suas peças favoritas com quem está desapegando. Estes, por sua vez, poderão acompanhar os diferentes lances e avaliar qual é o melhor negócio”, explica Leilane Sabatini, CEO da empresa. Além disso, aqueles que anunciam seus produtos terão a possibilidade de escolher entre receber o valor dos itens vendidos ou utilizá-lo como crédito para realizar novas compras no site.

Público infantil

A plataforma também passa a apostar no público infantil por meio de um perfil no Instagram chamado @cresci_vendi, que reúne as peças disponíveis no site para esse nicho em um único espaço on-line. “A lógica dos seminovos se aplica perfeitamente, se não melhor, às crianças. Por crescerem muito rápido, não conseguem usar as roupas por muito tempo, então conseguimos dar um ciclo de vida maior a elas, que chegam em excelentes condições ao nosso consumidor”, avalia Sabatini. O acervo voltado aos pequenos já reúne mais de 100 itens, e a meta é quadruplicar esse número até o final de 2019.

De vestuário feminino, infantil e home & decor, os itens disponíveis no @cansei_vendi podem chegar a um valor até 90% inferior ao das lojas. Além disso, o marketplace também passa a investir no mercado masculino e prevê um aumento de 200% no acervo voltado aos homens até o final do ano. Para resguardar o consumidor de falsificações, o site conta com uma curadoria interna e com uma parceria junto à empresa americana Real Authentication, especializada na autenticação de artigos de luxo, garantindo a autenticidade das peças.

Cada item disponível no acervo tem uma pontuação de 1 a 5, de acordo com seu grau de conservação, e o ticket médio do negócio é de R$ 1,8 mil. “Nosso objetivo é democratizar o mercado de luxo, oferecendo produtos de segunda mão de grandes marcas internacionais em excelente estado a um público mais amplo”, afirma Sabatini.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top