You are here
Home > Finanças > 4 dicas para organizar as finanças e poupar dinheiro mesmo sem ter conta em banco

4 dicas para organizar as finanças e poupar dinheiro mesmo sem ter conta em banco

Segundo dados do Instituto Locomotiva, 45 milhões de brasileiros não possuem conta em banco. Mesmo sem acesso a crédito e serviços bancários, essa parcela da população movimenta mais de R$ 871 bilhões. Não ter uma conta para receber o salário ou iniciar uma poupança acaba dificultando que muitas pessoas consigam se organizar financeiramente.

Para ajudar nesses casos, a Conta Black, fintech criada para desburocratizar o acesso a serviços financeiros, separou algumas dicas para colocar as finanças em dia e ainda poupar dinheiro. Confira:

1 – Coloque tudo no papel

Não adianta torcer o nariz, para ter melhor controle financeiro é preciso colocar todos os gastos na ponta do lápis. Hoje já existem diversos aplicativos que auxiliam na função e deixam essa listagem de despesas bem mais fácil. Comece anotando tudo o que foi gasto no mês, da sobremesa no almoço às contas fixas. Desta forma, é possível visualizar onde esse dinheiro está sendo investido e poupar o gasto com supérfluos.

2 – Cartão Pré-pago

Quem não sonha em ter um cartão de crédito para poder parcelar as compras a perder de vista, não é mesmo? Mas o ideal é tentar sempre pagar à vista, e uma ótima alternativa para quem não tem conta bancária é investir em um cartão pré-pago. Sem burocracia para compra e utilização, a ferramenta permite que o usuário gaste apenas o valor carregado previamente, evitando o risco de se endividar, além de ter total controle dos gastos, com taxas transparentes e acesso a outros serviços, como transferências, pagamentos de contas e saques em caixas eletrônicos.

3 – Conta Digital

Acesse sua conta pelo celular, computador ou tablet, faça transferências, pagamentos e gerencie seus recebíveis com a rapidez de um sistema 100% digital. Para clientes Pessoa Física ou Jurídica, os banco digitais têm ganhado cada vez mais espaço ao desburocratizar o acesso a serviços bancários, com isenção ou baixo custo de taxas e otimização de tempo, pois, exceto os saques, todas as transações são realizadas via internet. Além de nunca mais precisar enfrentar as intermináveis filas em agências, em alguns desses bancos, é possível aplicar dinheiro com rendimento maior que nas tradicionais instituições e até mesmo receber dicas de educação financeira.

4 – Cursos

Na era digital, a tecnologia se tornou uma grande aliada da educação financeira. Aprender mais sobre o assunto vai ajudar a poupar e investir dinheiro. Inúmeros especialistas estão compartilhando conhecimento e dicas sobre o assunto em cursos online ou presenciais que podem ser gratuitos ou não. Muitos deles também são voltados para públicos específicos, como mulheres, população de baixa renda, empreendedores e estudantes. Os conteúdos são bastante úteis para um melhor aproveitamento da renda em diferentes fases da vida.

Com essa dicas, já dá para cuidar melhor na sua vida financeira, e com mais praticidade. E não esqueça: seu dinheiro, seu poder!

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top