You are here
Home > Economia > Em meio a tensões políticas, preço da gasolina sobe 4,31% em quatro meses no Brasil

Em meio a tensões políticas, preço da gasolina sobe 4,31% em quatro meses no Brasil

A tensão política entre os Estados Unidos e o Irã já causa impactos nas cotações internacionais de petróleo. Com alta de 5% na última semana, segundo preço do Petróleo Brent, a expectativa já existe em relação aos repasses para os preços da gasolina no Brasil. O possível aumento, ao chegar às bombas de combustível, acompanhará uma alta acumulada de quase 4,31% nos últimos quatro meses de 2019.

O comparativo foi feito com base em levantamento de preços que contempla mais de 20 mil estabelecimentos pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas. Em setembro do ano passado, o litro da gasolina comum custava, em média, R$ 4,524 nos postos brasileiros; em dezembro, o valor médio foi para R$ 4,719.

O aumento dos preços cobrados pela Petrobras ainda é incerto. A companhia aguarda a evolução dos valores do petróleo no Oriente Médio para tomar decisão sobre os repasses às refinarias. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo não deverá interferir nas tarifas da petroleira.

Com valor médio de R$ 5,084, o Rio de Janeiro foi o Estado que registrou maior preço da gasolina em dezembro. Amapá, por outro lado, ultrapassa Santa Catarina na lista de menor valor médio cobrado, e chega a R$ 4,231. Os dados mostram também que a capital com gasolina mais barata foi Curitiba (R$ 4,295), enquanto a mais cara foi Rio de Janeiro (R$ 5,076).

Confira comparativo do último semestre:

EstadoJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
AC5,0685,0284,9825,0114,9404,990
AL4,6594,6194,6494,6774,7024,757
AM4,5574,4484,4454,0104,1904,414
AP4,5374,2664,4324,4684,5654,231
BA4,5094,5704,6234,6314,6324,715
CE4,4854,6174,6594,6564,5504,715
DF4,2884,3164,3414,3874,4164,629
ES4,6224,6434,6384,6434,6324,768
GO4,5044,3984,4884,5744,6134,722
MA4,5674,5224,5034,5434,5984,665
MG4,6604,6944,6484,7114,7264,916
MS4,5504,4474,2524,3014,3284,447
MT4,7654,7284,7484,8184,8414,854
PA4,8094,7934,7974,8204,8174,876
PB4,5104,4344,4124,4404,4814,487
PE4,2904,2394,2374,3064,3474,599
PI4,4884,3954,4044,5074,4954,831
PR4,6214,6924,7314,7984,7464,477
RJ4,9344,8954,8944,9404,9755,084
RN4,5644,4414,5384,6404,6384,785
RO4,5394,3964,3164,3424,4904,741
RR4,6534,5864,5914,6404,6604,566
RS4,3804,3434,3974,4924,5144,736
SC4,0624,0094,0494,0864,1884,383
SE4,1884,1574,1574,2204,2524,767
SP4,6824,5744,6084,6624,6604,381
TO4,6654,6214,6344,7134,7584,843
Preço médio4,5614,5134,5244,5564,5834,719

Fonte: ValeCard

Sudeste tem preço mais alto entre as regiões

Entre as regiões do país, o Sudeste tem a gasolina mais cara (R$ 4,787, em média). O Sul permanece com valor do litro mais barato (R$ 4,532).

REGIÃOJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Sudeste4,6274,6054,6094,6554,6754,787
Norte4,6674,5834,6114,5934,6344,666
Nordeste4,5654,5404,5694,6174,6114,702
Centro-Oeste4,5004,4634,4324,4934,5204,663
Sul4,2974,2144,2004,2444,3414,532

Fonte: ValeCard

São Paulo tem menor preço no Sudeste

Segundo Estado com a gasolina comum mais barata no país, São Paulo registra o combustível com o menor valor no Sudeste (R$ 4,381).

SUDESTEJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Rio de Janeiro4,9344,8954,8944,9404,9755,084
Minas Gerais4,7654,7284,7484,8184,8414,916
Espírito Santo4,6224,6434,6384,6434,6324,768
São Paulo4,1884,1574,1574,2204,2524,381
Preço médio4,6274,6054,6094,6554,6754,841

Fonte: ValeCard

Gasolina mais cara do Sul está no Rio Grande do Sul

No Sul, a gasolina comum mais cara é encontrada no Rio Grande do Sul (R$ 4,736, em média). Santa Catarina é o Estado da região com o combustível mais barato (R$ 4,383).

SULJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Rio Grande do Sul4,5394,3964,3164,3424,4904,736
Paraná4,2904,2394,2374,3064,3474,477
Santa Catarina4,0624,0094,0494,0864,1884,383
Preço Médio4,2974,2144,2004,2444,3414,585

Fonte: ValeCard

Mato Grosso do Sul apresenta gasolina mais barata no Centro-Oeste

No Centro-Oeste, o Mato Grosso do Sul tem a gasolina com o preço médio mais baixo (R$ 4,447). Já Mato Grosso tem a gasolina mais cara (R$ 4,854).

CENTRO-OESTEJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Mato Grosso4,6604,6944,6484,7114,7264,854
Goiás4,5044,3984,4884,5744,6134,722
Distrito Federal4,2884,3164,3414,3874,4164,629
Mato Grosso do Sul4,5504,4474,2524,3014,3284,447
Preço médio4,5004,4634,4324,4934,5204,654

Fonte: ValeCard

Piauí registra maior preço no Nordeste

No Nordeste, o Piauí apresenta o preço médio mais alto (R$ 4,831). Já a Paraíba tem o valor mais baixo (R$ 4,487).

NORDESTEJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Piauí4,6214,6924,7314,7984,7464,831
Alagoas4,6594,6194,6494,6774,7024,757
Sergipe4,6824,5744,6084,6624,6604,767
Rio Grande do Norte4,5644,4414,5384,6404,6384,785
Bahia4,5094,5704,6234,6314,6324,715
Maranhão4,5674,5224,5034,5434,5984,665
Ceará4,4854,6174,6594,6564,5504,715
Pernambuco4,4884,3954,4044,5074,4954,599
Paraíba4,5104,4344,4124,4404,4814,487
Preço médio4,5654,5404,5694,6174,6114,682

Fonte: ValeCard

Norte: Amapá tem a gasolina mais barata de todo o país

No Norte, o Amapá registra o preço mais baixo da região (R$ 4,231) e de todo o país. O valor médio mais alto da região foi verificado no Acre (R$ 4,99).

NORTEJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Acre5,0685,0284,9825,0114,9404,990
Pará4,8094,7934,7974,8204,8174,876
Tocantins4,6654,6214,6344,7134,7584,843
Rondônia4,6534,5864,5914,6404,6604,741
Amazonas4,5374,2664,4324,4684,5654,414
Roraima4,3804,3434,3974,4924,5144,566
Amapá4,5574,4484,4454,0104,1904,231
Preço médio4,6674,5834,6114,5934,6344,536

Fonte: ValeCard

Curitiba tem valor mais baixo entre as capitais

Entre as capitais, Curitiba (R$ 4,295) e Manaus (R$ 4,324) são as que apresentam preços menores. Já Rio de Janeiro (R$ 5,076) e Belém (R$ 5,005) têm os valores mais altos.

CAPITALJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
Rio de Janeiro4,9394,9024,8954,9344,9655,076
Belém4,8514,8554,8764,8914,9015,005
Rio Branco4,8234,7544,7604,8304,7934,886
Palmas4,5614,5034,5224,6444,7684,806
Aracaju4,7194,6034,6584,7244,7204,816
Belo Horizonte4,6164,5984,6054,6794,7084,787
Natal4,4444,2894,4964,6214,6254,837
Maceió4,5894,5284,5664,5844,6194,589
São Luís4,5404,5044,4734,5084,6134,655
Teresina4,4834,6044,6634,6964,6114,724
Porto Velho4,5124,4814,5214,5734,5894,591
Salvador4,2494,5044,5754,5814,5564,669
Boa Vista4,3924,3694,4274,5204,5424,611
Vitória4,3804,5204,5514,5694,5304,587
Manaus4,4894,1604,3844,3984,5264,324
Goiânia4,4174,2624,4014,4854,4964,594
Cuiabá4,3364,4414,4594,4584,4834,697
Fortaleza4,3924,5934,6404,6224,4574,676
Porto Alegre4,6044,3854,2544,2844,4414,722
Recife4,4474,3494,3494,4314,4254,519
João Pessoa4,4234,3664,3204,3424,4204,371
Brasília4,2894,3174,3424,3894,4184,631
Campo Grande4,5484,3904,2054,2504,2844,404
Florianópolis3,8963,8993,9183,8994,2194,366
São Paulo4,1284,0874,1014,1664,2114,362
Curitiba4,0194,0234,0344,0744,1384,295
Macapá4,6044,5354,489N/IN/IN/I
Preço médio4,4704,4374,4624,5054,5404,641

Fonte: ValeCard

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top