You are here
Home > Negócios > Mercado logístico nacional ganha reforço de peso: a nova DSV Brasil

Mercado logístico nacional ganha reforço de peso: a nova DSV Brasil

A união de duas das mais tradicionais empresas de logística vem agitando o mercado brasileiro. Trata-se da aquisição da Panalpina pela DSV, iniciada em 2019, que cria uma das maiores provedoras de soluções logísticas para a cadeia de suprimentos do País.

O processo de unificação entre as duas empresas no Brasil se deu após o grupo dinamarquês DSV Global Transport & Logistics adquirir, em agosto do ano passado, a companhia suíça Panalpina, por DKK 37 bilhões. A fusão criou a quarta maior fornecedora de soluções logísticas para a cadeia de suprimentos do mundo, com faturamento pró-forma de aproximadamente DKK 118 bilhões, o equivalente a USD 17,4 bilhões.

Após a aquisição, ficou determinado pelo grupo que a marca adotada para todas as unidades de negócios é a DSV, inclusive no Brasil, trazendo ao mercado aquilo que há de mais moderno em soluções logísticas para os setores econômicos e industriais nacionais, fruto da combinação das expertises de ambas as companhias no País. Com as operações já em integração, a expectativa é de que todo o processo de unificação dure de dois a três anos, com a maior parte sendo concluída em até 24 meses.

Com relação às estruturas físicas, além do escritório sede permanecer em São Paulo (SP), as seguintes filiais já estão fisicamente integradas e com a adoção da marca DSV: Campinas (SP); Santos (SP); Rio de Janeiro (RJ); Curitiba (PR); Porto Alegre (RS) e Manaus (AM). Os Hubs localizados nos mais importantes aeroportos de cargas do País (Guarulhos e Viracopos) também já foram adequados à marca.

Equipes e unidades já foram unificadas

Além das integrações de equipes e unidades, já estão em processo de unificação também os sistemas, tecnologias e culturas de ambas as empresas. Agora, a companhia ganha ainda mais musculatura em termos de estrutura de tecnologia de informação e, com isso, passa a oferecer soluções mais modernas, seguras e ágeis aos seus clientes.

Outro fator que corrobora com este negócio é o atual momento do mercado brasileiro, que apresenta sinais de recuperação. A cada dia, os players do setor seguem testemunhando o reaquecimento da atividade econômica nacional. O Produto Interno Bruto (PIB) do País vem gradativamente apresentando melhoras, refletindo uma discreta, mas consistente retomada da economia. É neste cenário que a DSV consolida sua atuação como uma das principais empresas de logística do Brasil, após o processo de integração com a Panalpina.

Suporte Global

Presente em mais de 90 países, com cerca de 1.500 unidades ao redor do mundo e 60 mil colaboradores, a DSV Global Transport & Logistics, que já era globalmente reconhecida pela atuação no mercado de transporte rodoviário, agora, com a incorporação da Panalpina, amplia substancialmente seu portfólio de serviços para soluções logísticas que envolvam também os modais aéreo e marítimo, além de armazenagem, desembaraço aduaneiro, distribuição e logística em geral.

A empresa conta com três unidades de negócios: DSV Air & Sea (Transporte internacional de cargas via modais aéreo e marítimo), DSV Road (Transporte internacional via modal rodoviário) e DSV Solutions (Armazenagem, distribuição e soluções logísticas em geral).

Ou seja, a partir de agora, DSV e Panalpina passam a ser, de fato, uma só, compartilhando os mesmos valores e a mesma cultura, aproveitando as sinergias que multiplicam a capacidade da companhia em oferecer e executar soluções customizadas para toda a cadeia de suprimentos global, assumindo assim um protagonismo sem precedentes no cenário internacional.

Dessa forma, a companhia passa a figurar entre as quatro maiores empresas do mundo em soluções logísticas e de transporte de cargas, com a missão de entregar os melhores serviços ao mercado – prezando sempre pela transparência e pela excelência operacional, suportados pela modernidade de sistemas empregados e pela qualidade dos recursos humanos dedicados às operações.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top