You are here
Home > Finanças > Grupo Boticário, em parceria com a Visa, desenvolve ferramenta para revendedores

Grupo Boticário, em parceria com a Visa, desenvolve ferramenta para revendedores

Em tempos de isolamento social, a praticidade de serviços digitais tem atraído cada vez mais empreendedores para aplicativos que de fato ofereçam vantagens e permitam a condução dos seus negócios sem sair de casa. A Minha Revenda Digital, ferramenta desenvolvida pela Mooz, empresa de soluções financeiras do Grupo Boticário, em parceria com a Visa, tem sido uma aliada de revendedores de O Boticário e representantes de Eudora para ampliar as formas de atendimento aos clientes e oferecer uma melhor experiência durante a jornada de compra.

A solução tem ajudado na gestão financeira e inclusão digital de pequenos empreendedores, o que fez com que o número de usuários crescesse 233% nos últimos quatro meses. Com a Minha Revenda Digital, sem a necessidade de comprovação de renda, o revendedor tem acesso a uma conta digital gratuita na qual pode acompanhar as vendas, ter acesso a uma maquininha de pagamento e pode movimentar o dinheiro recebido por meio do cartão de débito, transferir dinheiro, colocar crédito no celular ou até mesmo pagar contas. Tudo em um mesmo lugar.

Joaquim Alves Jr, de 32 anos, atua na zona sul de São Paulo como revendedor de O Boticário e Eudora há cinco anos. Ele conta que, com a pandemia, o uso da Minha Revenda Digital foi fundamental para manter a saúde das suas contas. “Aumentei a gama dos meus clientes porque a Minha Revenda é prática, rápida e segura. Aumentei em 30% minhas vendas por causa dessa facilidade que a maquininha me dá”, conta.

O mesmo acontece com Elaine Cristina Ferreira, 37, revendedora Eudora há quatro anos. Moradora de Maracaí, no interior paulista, ela conta que não precisar se deslocar para fazer suas transações em meio à pandemia é um ótimo benefício. “Consigo pagar contas pessoais, água, luz, telefone com o que recebo diretamente com as vendas. Isso ajuda muito”, conta.
 
Com a maquininha da Minha Revenda Digital é possível realizar vendas em cartões de débito e crédito, à vista ou parcelado. Além disso, o cartão de débito Visa permite a utilização do saldo da conta para fazer compras em estabelecimentos comerciais, compras via internet e saques na rede Banco24Horas. Ainda existe a possibilidade do uso do cartão em e-commerces e aplicativos que aceitem produtos de débito, que tem trazido mais segurança e incluído digitalmente milhares de brasileiros. Uma facilidade a mais em tempos de distanciamento social e a necessidade de comprar de casa.

“Não é novidade que as compras online têm ganhado cada vez mais relevância na vida de consumidores e varejistas, seja pela conveniência e segurança de não precisar sair de casa, ou pela praticidade e rapidez de receber o produto de forma mais direta. Trabalhamos para que essa solução trouxesse o que há de mais moderno em experiência do usuário, segurança e tecnologia para fazer a diferença no dia a dia dos revendedores e para incluir os consumidores no mundo digital da melhor forma”, completa Ricardo Yuanaga, diretor de Soluções para o Comércio da Visa do Brasil.

Tanto Joaquim como Elaine têm pontos fixos de venda nas regiões em que atuam. Algo que poderia ser um problema em tempos de isolamento é contornado de maneira simples com a digitalização dos serviços de venda. “Eu abri minha loja dia 1º de junho. Poderia ser uma loucura, por causa de tudo que está acontecendo, mas consigo receber clientes que já encomendam e pagam pelo app e só vêm buscar os produtos aqui”, diz Elaine. Ela conta que em 15 dias conseguiu vender R$ 2,2 mil. “Pode ser pouco comparado com datas comemorativas, mas dentro do cenário atual, com certeza ter essa facilidade de pagamentos digitais ajudou muito”, completa Elaine.

A ferramenta passou a contar, recentemente, com a funcionalidade de venda por link. Joaquim é um dos revendedores que já pôde testar a novidade. “Essa ferramenta de venda via link é a mais completa que eu já conheci. Vai ser ainda melhor para todos que trabalham com o Minha Revenda Digital”, conta.

“É nosso papel olhar toda a cadeia de parceiros e tornar cada vez mais atrativo para eles estarem conosco. A Minha Revenda Digital ajuda muito os revendedores a acompanharem as vendas em tempo real, inclusive, identificando os valores futuros a receber de boletos ou cartão. E a ideia é ampliar cada vez mais as opções dentro da ferramenta, como o link de pagamento, tornando o app ainda mais imprescindível para parceiros como a Elaine e o Joaquim”, conclui Nato Porte, diretor da Mooz.

Para ter uma conta, basta o revendedor baixar o aplicativo da Minha Revenda Digital no celular, por meio das lojas de aplicativos Google Play (para celular Android) ou App Store (para celular IOS). Termos e condições se aplicam. Mais informações em www.minharevendadigital.com e no canal com os vídeos em http://www.youtube.com/minharevendadigital .
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top