You are here
Home > Finanças > Motoristas da Uber têm crédito com juros menores

Motoristas da Uber têm crédito com juros menores

Em busca de novas formas de apoiar as cidades em que operamos em meio aos efeitos da pandemia da Covid-19, a Uber lança nesta semana um programa para que os motoristas parceiros possam ter acesso a empréstimos pessoais.

O crédito será oferecido pelo digio, plataforma digital de serviços financeiros, com quem a Uber firmou uma parceria para adotar uma análise de crédito simplificada e o oferecimento pelo banco de taxas de juros reduzidas.

“Os contratos com parceiros da Uber vão ter uma taxa de juros de 2,97%, que é hoje uma das menores do mercado, especialmente quando a gente considera que ele não vai precisar dar o carro como garantia, o que obviamente é uma preocupação grande para esse público”, afirma Eid Tayar, superintendente de Novos Negócios, Performance e Aquisição do digio. “Estamos animados com a chance de apoiar essas pessoas, agilizando e permitindo que o desembolso seja feito em 24 horas.”

“Eu e minha equipe, aqui na Uber, sabemos que temos um papel social importante a cumprir na recuperação pós-quarentena, facilitando o acesso ao trabalho e à geração de renda e muito mais”, diz Claudia Woods, diretora-geral da Uber no Brasil. “Todos nós estamos lidando com muito mais preocupações agora, e os parceiros da Uber não são exceção.”

O programa irá favorecer até mil motoristas parceiros selecionados. Esses motoristas circulam em todo o Brasil, participam ativamente da plataforma da Uber e recebem boas avaliações dos usuários.

Os participantes vão poder aderir e concluir o processo de contratação online junto ao banco, usando o próprio telefone. O crédito total concedido pode variar de R$ 1.000 a R$ 5.000.
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top