You are here
Home > Energia > Copel Mercado Livre assina contrato para vender energia ao Porto de Paranaguá

Copel Mercado Livre assina contrato para vender energia ao Porto de Paranaguá

A Copel Mercado Livre vai vender energia ao Porto de Paranaguá pelos próximos cinco anos. O suprimento prevê atendimento para as 5 unidades do Porto, iniciando em maio desse ano. A economia estimada é de R$ 10 milhões a R$ 13 milhões no período contratado, dependendo da bandeira tarifária vigente. 

Além da mudança para o mercado livre, o Porto de Paranaguá escolheu a modalidade de “consumidor varejista” para simplificar todo o processo no mercado. Nesse modelo de contratação, a Copel fica responsável pela intermediação e pelas obrigações com a CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica). Para o Porto de Paranaguá, isso significa a possibilidade de economizar nos gastos com energia e, ao mesmo tempo, dispensa a associação junto à CCEE, facilitando o processo. 

“Esse contrato representa mais um passo importante em direção à realização de nossa estratégia, de aproximação dos consumidores finais”, ressalta o diretor-geral da Copel Mercado Livre, Franklin Miguel. “Ganha o Porto de Paranaguá, que vai economizar energia e ganha a Copel Mercado Livre, que amplia a receita com venda para os consumidores finais.Ganha também o Paraná e os paranaenses, com duas empresas mais eficientes.” 

De acordo com o presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, o contrato com a Copel mostra a busca pela eficiência das Diretorias Administrativa e Financeira e de Engenharia e Manutenção com a economia e modernidade. “Esse processo de compra de energia significa o esforço da nossa equipe em busca de inovações, o contrato vai trazer economia e este dinheiro economizado a gente pode aplicar em outros projetos e melhorias”, destaca. 

Maior porto graneleiro do Brasil e o terceiro maior do país, o Porto de Paranaguá é mais uma estatal paranaense que optou por comprar energia no ambiente de contratação livre. Em 2020, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) assinou contrato com a subsidiária da Copel. No ano passado, a Copel também comercializou energia no mercado livre para a Assembleia Legislativa do Estado do Paraná.  

Criado em 1935, o Porto atualmente é administrado pela Portos do Paraná, empresa pública estadual subordinada à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, com convênio de delegação junto ao Governo Federal. 

Copel é pioneira no Mercado Livre 

A Copel foi pioneira no mercado livre ao criar uma comercializadora de energia e ser a primeira a vender energia para consumidores livres em 1995, mesmo ano de criação do mercado livre de energia no Brasil. A Copel Mercado Livre foi criada em 2016, para oferecer mais economia e tranquilidade para clientes de todas as regiões do país.  

Hoje, a subsidiária é a quarta maior do país em volume de energia comercializada nesta modalidade. “O nosso objetivo é simplificar todo o processo do mercado livre para nossos clientes. Queremos que o nosso cliente tenha os benefícios da economia sem se preocupar com mais nada”, destaca Franklin Miguel.”

Agora, a Copel Mercado Livre se prepara para atender a consumidores de energia de todos os segmentos. Para isso, a subsidiária está promovendo um processo de digitalização dos seus processos. A expectativa é que até o final de 2021 a empresa seja 100% digital, facilitando a prestação de serviços aos consumidores finais. 

“Estamos ampliando a comercialização de energia na modalidade varejista, por acreditarmos nessa tendência de simplificação do processo para os consumidores que almejam a economia do mercado livre, sem a burocracia da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica”, acrescenta o diretor.  

A subsidiária também pretende diversificar sua atuação, entrando no mercado livre de gás natural, geração distribuída, certificados de energia renovável e eficiência energética. A ideia é ter uma carteira de produtos e serviços para todos os tipos de consumidores, dos pequenos aos grandes consumidores de energia elétrica e gás natural.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top