You are here
Home > Trabalho/Emprego > Pesquisa inédita classifica as 38 melhores empresas para profissionais LGBTI+ trabalharem no Brasil

Pesquisa inédita classifica as 38 melhores empresas para profissionais LGBTI+ trabalharem no Brasil

Instituto Mais Diversidade em parceria com a Human Rights Campaign Foundation (HRC), e o Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, divulgam a 1° edição da pesquisa “Melhores Lugares para Trabalhar para Pessoas LGBTI+ 2022“, realizada pela primeira vez no Brasil. Participaram do levantamento 60 empresas nacionais e multinacionais, com atuação no País, e entre essas, 38 foram reconhecidas neste ano.

A primeira edição da pesquisa traz uma análise abrangente sobre a adoção de políticas inclusivas relacionadas a pessoas colaboradoras LGBTI+ por empresas dos mais diversos setores e tamanhos. No total, mais de 100 organizações aderiram ao estudo e 60 completaram o questionário. Dessas, 38 receberam a nota máxima de 100 pontos e outras 22 obtiveram notas entre 0 e 90.

“Este ranking reconhece os avanços das empresas na pauta LGBTI+ e ajuda a difundir as boas práticas, políticas e processos que criam um ambiente de segurança psicológica para todas as pessoas dentro de uma organização e na sociedade. A participação significativa que tivemos nesta primeira edição da pesquisa reflete o compromisso com a inclusão no meio empresarial brasileiro, mas é apenas um ponto de partida para todo o progresso desejado para a comunidade LGBTI+”, afirma João Torres (foto), presidente do Instituto Mais Diversidade.

A metodologia da HRC com a Mais Diversidade avaliou as práticas em cinco pilares fundamentais para a inclusão LGBTI+: Políticas e documentos institucionais de não-discriminação; Governança em Diversidade e Inclusão; Educação para a diversidade LGBTI+; Compromissos Públicos e Monitoramento da inclusão LGBTI+.

Desde 2002, a HRC aplica o Índice de Igualdade de Melhores Lugares para Trabalhar (CEI, na sigla em inglês) nos Estados Unidos. E 2016 expandiu sua atuação global para apoiar a inclusão de pessoas LGBTI+ na América Latina e atuou em países como México, com o índice Equidad MX, Chile (Equidad CL) e em 2021 chegou à Argentina e Brasil, com o Equidad AR e Equidade BR, respectivamente.

Para Keisha Williams, diretora do Programa de Igualdade no Trabalho da HRC, a pesquisa é um testemunho inspirador do compromisso com a igualdade e inclusão LGBTI+ no local de trabalho por parte das empresas, aliados e da comunidade brasileira. “Esperamos continuar a construir esse sucesso e garantir que os ambientes de trabalho sejam um lugar seguro e afirmativo para todos e todas colaboradores(as)”, finaliza a executiva.

Confira na lista abaixo as 38 organizações que obtiveram a classificação de 100% no Índice de Melhores Lugares para Pessoas LGTI+ Trabalharem

  • 3M DO BRASIL LTDA
  • Accenture do Brasil Ltda
  • Adidas do Brasil
  • Alcoa
  • Atento Brasil
  • Bain & Company
  • BASF AS
  • Becton Dickinson S.A
  • C6 Bank
  • Carrefour Comercio e Industria LTDA
  • Chubb
  • CI&T
  • Corteva Agriscience do Brasil
  • Cummins
  • Demarest Advogados
  • Flex
  • GE do Brasil
  • Gerdau
  • J.P. Morgan
  • Kearney
  • Lexmark International do Brasil
  • Localiza
  • Mondelez
  • NielsenIQ
  • Novo Nordisk Produção Farmacêutica do Brasil Ltda
  • Oracle do Brasil Sistemas
  • Philip Morris Brasil
  • Pricewaterhousecoopers Auditores Independentes
  • Renaissance São Paulo Hotel
  • SAP
  • Symrise Aromas e Fragrâncias Ltda
  • TE Connectivity Brasil
  • Thomson Reuters
  • TozziniFreire Advogados
  • Trench Rossi Watanabe
  • Veirano Advogados
  • Via
  • Yara Brasil Fertilizantes
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top