Sustentabilidade em empreendimentos imobiliários melhora a qualidade de vida dos moradores

Sustentabilidade em empreendimentos imobiliários melhora a qualidade de vida dos moradores

Curitiba está entre as cidades brasileiras com mais moradias sustentáveis

A busca por empreendimentos imobiliários que se preocupem com a preservação do meio ambiente tem se tornado cada vez mais frequente. No Brasil, os desmatamentos são os principais fatores das emissões de carbono (CO2), gás responsável pelo efeito estufa na atmosfera. O resultado disso são as mudanças climáticas alarmantes que temos vivido, como aumento da temperatura, intensificação de tempestades, dos períodos chuvosos, entre outras.

Em Curitiba, a GT Building, uma das principais incorporadoras da cidade, está construindo o OÁS, que será o prédio mais alto de Curitiba. Com previsão de entrega para 2027, o OÁS Barigui terá 179 metros de altura, 50 andares e arquitetura moderna que promete agradar todos os futuros moradores.

Além de estar localizado em uma ótima região, onde os moradores têm acesso facilitado a lojas, shoppings e parques, este empreendimento é considerado carbono zero. “Desde o início das obras do OÁS, tem sido feito a medição das emissões de CO2 por uma empresa especializada no ramo. Após termos esses dados em mãos, vamos comprar créditos de gás carbônico de áreas de reflorestamento e projetos de energia limpa, que compensarão cada tonelada emitida durante a construção”, afirma o diretor comercial da GT Building, Rodolfo Baggio Pereira.

Rodolfo destaca ainda outros diferenciais que fazem parte deste empreendimento. “O OÁS contará com 59 unidades, sendo apartamentos entre 160 a 280 metros quadrados e opções de planta com três ou quatro suítes. Além disso, serão construídas áreas comuns que encantarão todos os moradores do prédio”, afirma o diretor.

Os últimos três andares do OÁS serão destinados à área de lazer. O 48º pavimento terá uma piscina que percorre todo o andar e um lindo paisagismo, sauna e espelho d’água. Nesse mesmo andar haverá uma área de balanço com piso de vidro para se observar a cidade em 360º graus. O 49º e 50º encantam com a área gourmet, champagne bar e luneta disponível para observar as estrelas.

O 5º e o 25º pavimento também serão ambientes compartilhados e repletos de facilidades para o dia a dia. “O projeto possui conforto termoacústico em vidros, portas, laje e pisos aquecidos, quadras esportivas, piscina coberta e descoberta, espaço fitness e iluminação e persianas controladas por voz”, acrescenta Rodolfo.

Sustentabilidade

De acordo com a Green Building Council (GBC), responsável por certificar construções verdes em todo o mundo, além de possuir uma extensa área verde e ser referência na reciclagem de resíduos, a capital do Paraná também é referência no país por ser uma das cidades com mais empreendimentos imobiliários e residências sustentáveis. Ao todo, são 77 empreendimentos com certificação verde GBC ou em processo de obter este selo.

O OÁS é um desses empreendimentos, que está em processo para conquistar os 4 principais selos de sustentabilidade do país: GBC Condomínio, LEED, PBE Edifica e Fitwell. Estes selos irão valorizar os apartamentos, pois comprovam o aumento da performance do prédio em questão de desperdícios e práticas sustentáveis, como reaproveitamento de água e utilização de energia solar, além de agregar ao portfólio imobiliário da cidade, dando-lhe evidência mundial.

Crédito da foto: GT Building

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *