53,7% dos brasileiros gastam entre R$151 e R$ 350 por mês em produtos de beleza

53,7% dos brasileiros gastam entre R$151 e R$ 350 por mês em produtos de beleza

Pesquisa aponta que 62,1% dos participantes preferem pagar as compras de forma parcelada

O setor de beleza é um dos que mais movimenta a economia do Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pela Koin, fintech líder no país em BNPL (Buy Now Pay Later), 53,7% das pessoas investem entre R$ 150 a R$ 350 em compras mensais nesse mercado.

Perfumes e desodorantes lideram as escolhas dos consumidores brasileiros, com 74,6% de preferência, em segundo lugar estão os produtos para cabelo, com 59,5%, seguidos por maquiagem, com 25,7%. Skincare também tem alta representatividade, com 24,9%, enquanto os produtos para unha/cutícula representam 13% da preferência dos consumidores.

A pesquisa também revelou quanto os brasileiros estão dispostos a investir em itens de beleza: 30,9% dos consumidores dizem gastar entre R$ 151 e R$ 200, enquanto 22,8% dos respondentes disseram gastar entre R$ 251 e R$ 350. Já 27,5% desembolsam entre R$ 51 e R$ 150; 6% entre R$ 500 e R$ 1 mil, e apenas 2% estão dispostos a investir acima de R$ 1 mil em itens de beleza mensalmente.

Formas de pagamento

Quanto à forma de pagamento, a pesquisa mostra que 62,1% dos consumidores optam por pagar as compras de forma parcelada. Enquanto 37,9% pretendem pagar suas compras à vista. A opção em até duas vezes foi escolhida por 32,7% dos entrevistados. Já 19,7% dos respondentes pretendem pagar em até cinco vezes, enquanto a divisão do pagamento em mais de cinco vezes é a preferência de 9,8% dos consumidores.

As opções de pagamento parcelado revelaram que o Pix vem ganhando espaço na decisão final do consumidor brasileiro. A versão “original” do Pix foi escolhida por 14,2% dos compradores, uma diferença pequena em relação ao Pix parcelado, com 9,2% de preferência.

Responsabilidade na hora de consumir

Para Juana Angelim, COO (Chief Operating Officer) da Koin, além das diversas opções de compra no setor de beleza, as vantagens dos métodos de pagamento fazem o mercado ser tão aquecido.

“O setor de beleza é muito forte no país, e as diferentes formas de pagamento têm sido cada vez mais adotadas pelos consumidores brasileiros, demonstrando que opções de parcelamento, são fatores relevantes na decisão de compra e que vem ganhando força na escolha do usuário final. Isso, claro, sem prejudicar o orçamento mensal de quem consome os produtos, criando assim um hábito de consumo responsável entre os brasileiros”, ressalta a executiva.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *