You are here
Home > Tecnologia > Pesquisa revela uso inadequado de senhas pelos usuários

Pesquisa revela uso inadequado de senhas pelos usuários

senhaNo mundo inteiro, usuários da Internet ainda precisam aprender a usar senhas para se proteger on-line de modo eficiente. Uma pesquisa da Kaspersky Lab mostrou que as pessoas colocam sua segurança online em risco ao tomar decisões incorretas e cometer erros simples em relação às senhas que usam, o que pode gerar consequências de longo alcance.

A pesquisa revelou três erros comuns no uso de senhas que colocam em risco um grande número de usuários da Internet: (1) as pessoas usam a mesma senha em diversas contas, o que significa que se uma delas for descoberta, todas elas poderão ser invadidas; (2) as pessoas usam senhas fracas, fáceis de decifrar e (3) as pessoas armazenam suas senhas sem segurança, invalidando totalmente o objetivo de ter uma senha.

“Considerando o volume de informações privadas e sigilosas que armazenamos online, as pessoas deveriam ter mais cuidado ao se proteger com eficácia utilizando senhas. Poder parecer óbvio, mas muitos parecem não perceber que cometem erros simples ao gerenciar senhas. Esses erros funcionam como se fossem uma porta aberta para o acesso a e-mails, contas bancárias, arquivos pessoais e outros”, explica Andrei Mochola, chefe de negócios ao consumidor da Kaspersky Lab.

A pesquisa mostra que muitas pessoas (quase um quinto – 18%) já passaram por uma tentativa de invasão de conta, mas poucas tinham uma segurança por senha eficiente e inteligente em vigor. Por exemplo, apenas um terço (30%) dos usuários da Internet criam senhas novas para diferentes contas online, e uma em cada dez pessoas usa a mesma senha em todas as contas online. Se uma senha for descoberta, elas correm o risco de ter todas as contas invadidas e exploradas.

Além disso, os usuários não criam senhas fortes o suficiente para protegê-los de invasões e extorsões. Apenas metade (47%) deles usa combinações de letras maiúsculas e minúsculas nas senhas, e dois terços (64%) usam uma mistura de letras e números. Isso acontece porque os usuários acreditam que apenas que suas contas em bancos online (51%), de e-mail (39%) e em lojas virtuais (37%) precisam de senhas fortes.

O estudo também mostra que os usuários não cuidam muito bem de suas senhas, pois as compartilham com outras pessoas e utilizam métodos inseguros para lembrar-se delas. Quase um terço (28%) deles já compartilhou uma senha com um familiar próximo, e um décimo (11%) compartilhou uma senha com amigos, o que torna possível o vazamento não intencional das senhas. Mais de um quinto (22%) dos usuários também admitiu que anota as senhas em um caderno para não as esquecer. Mesmo que a senha seja forte, isso deixa o usuário vulnerável, pois outras pessoas podem vê-la e utilizá-la.

Mochola completa: “As pessoas ainda cometem erros simples em relação a suas senhas online. As melhores senhas não se encontram nos dicionários. Elas devem ser longas, incluir letras maiúsculas e minúsculas, números e sinais de pontuação. Porém, como hoje as pessoas têm muitas contas online, não é fácil lembrar de uma senha segura para cada uma delas. O uso de uma solução de gerenciamento de senhas ajuda a lembrar e gerar senhas fortes para minimizar o risco de invasão de contas.”

O Kaspersky Password Manager armazena todas as senhas, URLs e informações de cartões de crédito com segurança, e sincroniza tudo isso em vários dispositivos. O usuário só precisa lembrar-se de uma senha mestra.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top