You are here
Home > Economia > Ceia de Natal sobe mais que a inflação

Ceia de Natal sobe mais que a inflação

Este ano a Ceia de Natal ficou 6,82% mais cara do que em 2017. O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) mostra que a inflação de itens da mesa do Natal ficou acima da média registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor da FGV (IPC/FGV), entre de janeiro e dezembro de 2018 (4,09%).

Os produtos que sofreram aumentos devido à desvalorização do real frente ao dólar foram os que registraram maior alta, segundo o economista André Braz, responsável pela pesquisa. Destaque para: farinha de trigo (+19,65%), bacalhau (+18,55%) e frango (+8,20%). A ave, normalmente uma alternativa às carnes típicas de Natal, que são um pouco mais caras, também deve pesar no orçamento das famílias.

“O frango foi influenciado pelo aumento do milho, que, por sua vez, foi afetado pela desvalorização cambial e pela quebra de safra na Argentina. Já a carne de porco caiu de preço este ano”, explica Braz, coordenador do IPC do FGV IBRE. O pernil suíno (-8,42%) e o lombo suíno (-6,15%), assim como os ovos (-3,14%), estão entre os itens que ficaram mais baratos, portanto bem abaixo da inflação do período.

Presentes tiveram leve alta

A boa notícia está na inflação dos presentes, cujos preços avançaram menos que a inflação medida pelo IPC/FGV, ficando em 0,82% na média. Na lista dos 19 produtos analisados, os preços que mais recuaram foram os dos seguintes itens: aparelho de TV (-3,9%), forno elétrico e de micro-ondas (-0,99%) e celular (-0,48%). Mesmo assim, com a economia ainda crescendo lentamente, o economista indica cautela.

“Alguns desses produtos costumam ser comprados em parcelas. O consumidor deve evitar dividir as compras, sempre optando por pagar à vista e pedindo desconto. Parcelas possuem juros ocultos. A dica é não se endividar para 2019 e não esquecer do IPTU, IPVA, material escolar e matrícula no início de cada ano”, sugeriu Braz.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top